• Visualizações 661

Hospital Presidente Vargas tem déficit de mais de cem profissionais de enfermagem

Comissão de Saúde da Câmara de Porto Alegre foi averiguar a situação nesta terça. Segundo Secretária de Saúde da Capital, 106 técnicos em enfermagem estão em processo de nomeação na rede pública municipal e 55 já foram chamados.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter) 

De acordo com a Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Porto Alegre – COSMAN, o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, na Capital, tem um déficit de pelo menos 120 técnicos de enfermagem. A comissão vistoriou o local nesta terça-feira, dia 18, e analisou que lá existem alguns setores fechados ou leitos mal aproveitados em função da falta de profissionais suficientes para atender a população.

Segundo o diretor do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, Jorge Eltz um terço dos leitos não estão sendo utilizados. Em visita aos 13 andares que compõem o hospital, membros da Comissão, do Sindicato dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul e do Simers verificaram que há uma redução na internação psiquiátrica e cancelamentos de cirurgias.

O presidente da Comissão de Saúde do legislativo de Porto Alegre, Thiago Duarte, ressaltou a grande demora na nomeação dos profissionais, após a casa legislativa ter aprovado a criação de mais de cem cargos em 2013. Vale ressaltar que na UTI Neonatal somente 20 leitos estavam abertos onde há capacidade para 60 vagas.

Conforme a Secretária de Saúde da Capital, 106 técnicos em enfermagem estão em processo de nomeação na rede pública municipal. Sendo que na primeira chamada, que ocorreu em janeiro de 2014, 55 pessoas foram contratadas.

Informações de CP

Foto: reprodução / blogelseviersaude.elsevier.com

Compartilhar

Risco de depressão pode ser indicado pelo hormônio do stress

Avançar »

Mais de 100 planos de saúde são suspensos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*