• Visualizações 843

1,5 milhão de mortes causadas pelo câncer poderiam ser evitadas anualmente

OMS acredita que se não houver mudança no tratamento da doença até 2025, número de óbitos por ano deve chegar até seis milhões. Atualmente, mais da metade dos países do mundo possuem dificuldades em prevenir o câncer.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Segundo o acordo com a UICC – União Internacional para o Controle do Câncer  e a IARC – Agência Internacional para Pesquisa em Câncer, 1,5 milhão de mortes prematuras por câncer poderiam ser evitadas todos os anos. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira, dia 04 de fevereiro, Dia Mundial do Câncer. O estudo indica que para evitar esses óbitos, é necessário definir medidas para alcançar as metas estabelecidas pela OMS – Organização Mundial de Saúde até 2025.

Atualmente, cerca de 7,6 milhões de pessoas falecem todos os anos em todo o mundo por causa do câncer. Dessas mortes, quatro milhões são mortes prematuras (de pessoas com idades de 30 a 69 anos). Para os órgãos, se não houver mudanças nas políticas de tratamento da doença, até 2025 o número anual de mortes prematuras deve elevar para seis milhões.

De acordo com informações divulgadas pela OMS, mais da metade dos países do mundo possuem dificuldades em prevenir o câncer e de oferecer tratamento adequado aos pacientes. O órgão também informa que 13 milhões de novos casos da doença  ão diagnosticados todos os anos.

Informações de Veja.com.br

FOTO: reprodução / antinopai.blogspot

Compartilhar

OMS aconselha limite de consumo de sal para crianças

Avançar »

Denuncias contra profissionais de enfermagem crescem 220% em dois anos

6 comentários

  1. MAURICIO MARIO MARTINELLI
    4 de fevereiro de 2013

    A MAIORIA DAS MORTES DE QUEM TEM CANCER NÃO OCORRERIÃO SE O MESMO FOSSE TRATADO ONCOLOGICAMENTE COM URGENCIA .MAS DEVIDO A DEMORA E O DESCASO EM SE FAZER O DIAGUINOSTICO O PACIENTE VAI FICANDO CADA DIA MAIS DEBILITADO E CONTRAI INFECÇÃO OSPITALAR A PARTIR DAI NÃO SE TRATA MAIS O CANCER ELE VAI TER PNEUMUNIA CONPLICAÇÕES RENAIS E OUTRAS OCORRENCIAS E VAI MORRER.OBS NÃO ADIANTA RECLAMAR ESTA TUDO CERTO .

    Responder
  2. fatima ramos
    4 de fevereiro de 2013

    um fato,que me intriga bastante e o problema dos pulmoes eu tenho enfisema e dizem que nao tem cura tudo bem sou fumante mas e quem nao e tem o enfizema porque sera que nao tem cura mesmo se tem pessoas que eu sei que curaram cancer pulmonar acho que se os govenantes desse pais usacem mesmo o que o comtribuinte do inss deixa nos cofres so para a finalidade a que se refere de verdade os brasileiros nao teriam de morrer esperando por um serviço medico e sim teriamos assistencia de primeiro mundo mas com o nosso dinheiro porque e nosso sim mas como sempre os maos grandes fazem esvaziam os cofres e ficam impunes porque condenar nesse pais e facil dificil e devolverem o que nos roubam.

    Responder
  3. MARIA APARECIDA
    4 de fevereiro de 2013

    vomos penca um pouco,jesus cristo é médico dos médicos ele vai nos ajuda. jesus cristo ama todos nós,tao vomos juntos lutarem, vomos vencer (cancer).Bem antes de 2025 nós vomos receber esta vitoria em nome jesus cristo.
    Amém
    UM ABRAÇO.(CIDA)

    Responder
  4. waldir antonio riffel
    5 de fevereiro de 2013

    neste pais que falta até remedio para o tratamento do mesmo fica dificel para os pobres os ricos não porque tratam nos estados unidos e lá tem tudo acorda presidenta resolve o problema

    Responder
  5. 8 de fevereiro de 2013

    Os pacientes que precisa tomar os corticóides durante a quimioterapia deveria receber o granulokine que é menos ofensivos e faz efeito com mais precisão, pois já fica debilitado com os efeitos quimioterápicos, ao ministério da saúde, não sei se liberam esse tipo de medicamento, se não, deve sim liberar para que todos possa ter acesso ao mesmo.

    Responder
  6. 8 de fevereiro de 2013

    Passei por tratamento de quimioterapia, e durante as aplicaçoês o médico me receitou o meticortem de 20 mg,a dose era de 4 comprimido 2 veses ao dia, recusei pois me sentí muito mal.Foi assim que descobri o granulokine,antes ele não sugeriu uma medicação menos agreciva, o sistema unico de saude brasileira deve observar quem está presisando e estar oferecendo aos pacientes com necessidade……obrigada.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*