• Visualizações 700

Estudantes realizam projeto de combate à dengue em Novo hamburgo

Agentes, todos devidamente identificados, devem ser bem recebidos pelas famílias, para que possam realizar a prevenção. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Devido a onda de calor registrada no mês de agosto, a preocupação com a dengue aumenta. Por isso, alunos da Universidade Feevale estão visitando residências à procura de focos do mosquito em Novo Hamburgo.

A iniciativa surgiu de convênio entre a prefeitura e o Projeto de Combate à Dengue da Feevale. Eles buscam ainda a conscientização dos moradores. Os agentes, todos devidamente identificados, devem ser bem recebidos pelas famílias, para que possam realizar a prevenção. Na tarde de terça feira, dia 04, os agentes estiveram no bairro São José. Cerca de 45 alunos, acadêmicos de Biologia, Biomedicina e Gestão Ambiental, procuram por locais com retenção de água.

Se for o caso, eles coletam amostras, que são enviadas para o Departamento de Vigilância em Saúde – DVS. Os exames de laboratório verificam se as larvas coletadas são do Aedes aegypti. Quando isso acontece, uma equipe é redirecionada para o local, a fim de impedir a proliferação do mosquito.

Segundo a coordenadora da Vigilância em Saúde, Solange Shama, esse processo é importante para eliminar possíveis casos de dengue. A aposentada Delci Pereira de Moraes, de 66 anos, é uma que demonstra preocupação com a doença. “É muito boa essa intervenção dos agentes. Por mais que a gente cuide, sempre passa alguma coisa”, contou.

Como evitar a proliferação do mosquito:

– Não deixe ao ar livre lixo ou vasilhas que possam acumular água

– Mantenha calhas, canos e ralos desentupidos

– Trate a água de piscinas com cloro

– Mantenha as garrafas vazias viradas com a boca para baixo

– Troque a água destinada aos animais todos os dias e esfregue as paredes internas dos bebedouros pelo menos uma vez por semana

– Não acumule pneus velhos. Se você guardar, deve furá-los ou mantê-los cobertos

– Tampe caixas d’água, tonéis, barris e latões

– Retire a água parada acumulada nas folhas das plantas

– Coloque areia nos cacos de vidros dos muros

– Mantenha os pratos dos vasos sem água. Escove bem para remover possíveis ovos do mosquito e encha o prato com areia

Informações de Imprensa PMNH

FOTO: Luís Francisco Caselani / PMNH

Compartilhar

Emergência de hospital catarinense fecha por causa de superbactéria

Avançar »

Novo Hamburgo: FSNH abre inscrições para contratação de 29 médicos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*