Médico alerta para diminuição do efeito da vacina contra gripe em pessoas com conjuntivite

Recomendação é tratar os olhos primeiro, para depois buscar a imunização contra o influenza. Oftalmologista dá dicas de como se prevenir.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Um aviso àqueles que estão com conjuntivite e pretendem se vacinar contra a gripe: a produção de anticorpos para combater a doença diminui a resposta do sistema imunológico contra o vírus influenza.

Isso significa, conforme o oftalmologista do Instituto Penido Burnier (SP), Leôncio Queiroz Neto, que o efeito da imunização é praticamente anulado. Por isso, recomenda tratar os olhos primeiro, para depois tomar a vacina.

O médico diz que os sintomas da conjuntivite viral são: olhos vermelhos e irritados, coceira, pálpebras inchadas, secreção transparente e fotofobia (intolerância à luz). Ao primeiro sinal da doença, devem ser aplicadas compressas de água gelada filtrada, por dois dias. Se os sintomas não desaparecerem, é necessário consultar um oftalmologista.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, a vacina contra gripe não tem como efeito colateral a alergia ocular, afirma Queiroz Neto. Isso porque nos olhos os processos alérgicos só são desencadeados por poeira, maquiagem, cosméticos, colírios e soluções de limpeza para lentes. Entre alérgicos, só quem tem intolerância a ovos deve evitar a imunização.

Dicas

Ele diz que, no frio, o ressecamento ocular decorrente das doenças respiratórias – gripe, resfriado, rinite, sinusite, bronquite e asma – têm mais relação com as alterações na córnea e conjuntiva. Para minimizar o problema, a dica é evitar objetos de decoração que acumulem pó e fazer a faxina com aspirador e pano úmido.

Queiroz Neto afirma que, em 2010, os casos de conjuntivite tiveram um aumento de 15% após a campanha de vacinação. Seis em cada 10 pacientes acreditavam estar livres de todo tipo de contaminação, um erro. A imunização é restrita aos vírus da gripe.

Para evitar a recorrência de conjuntivite, ele recomenda lavar as mãos freqüentemente, evitar tocar os olhos, não compartilhar maquiagem, colírio e toalhas, evitar aglomerações, beber bastante água e interromper o uso de lente de contato em caso de desconforto.

Informações de LDC Comunicação

FOTO: ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Anvisa defende banimento de inibidores de apetite à base de subitramina e anfetamina

Avançar »

Balanço aponta que 34,5% do público-alvo da campanha contra gripe já foi vacinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo
home_central_vertical