Novo Hamburgo: Nova Unidade de Saúde da Família promete acompanhamento por toda a vida

Profissionais atuarão conforme estratégia de assistência que atende as famílias inseridas no bairro desde o nascimento até a fase idosa.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Foi inaugurada nesta quarta-feira, dia 27, a Unidade de Saúde da Família – USF Rondônia, em Novo Hamburgo, a primeira de uma série de novos prédios que estejam dentro da proposta da Estratégia Saúde da Família – ESF, focada em prevenção.

Foram investidos na nova unidade mais de R$ 415 mil, para benefício de cerca de 12 mil pessoas. No próximo sábado, dia 30, outra USF será inaugurada pela administração municipal, dessa vez no bairro Boa Saúde.

A abertura da USF, que leva o nome de “’Unidade de Saúde da Família Dr. Marco Antônio Becker”, conforme lei municipal, contempla um novo modelo de atendimento à população. O bairro, que já conta com duas equipes da ESF, passa a contar a partir da data de inauguração com um terceiro grupo.

“A partir desta importante iniciativa passamos não só a tratar a doença, mas a conhecer cada indivíduo e trabalhar na prevenção. Os profissionais serão médicos das famílias”, comentou o prefeito Tarcísio Zimmermann (PT) durante a cerimônia.

Na USF os profissionais atuam baseados em uma estratégia de assistência que dá atenção às famílias inseridas no bairro e desenvolvendo iniciativas voltadas à promoção da saúde, prevenção, recuperação e reabilitação de doenças. O acompanhamento é feito durante toda a vida de cada pessoa, desde o nascimento até a fase idosa.

Cada uma das três equipes é formada por um médico especializado em saúde da família e comunidade, um enfermeiro especializado em saúde coletiva, um técnico em enfermagem e cinco agentes comunitários de saúde. Além disso, a estrutura da USF Rondônia possibilitará ainda uma série de ações que serão desenvolvidas visando à promoção e à educação em saúde. Salas com mini-auditório serão utilizadas para esse tipo de atividade, atendendo diversos grupos de usuários, como crianças, gestantes e idosos.

Informações de Imprensa da PMNH

FOTO: divulgação / Ronan Dannenberg

Compartilhar

Hipertensos são 23,3% da população, diz Ministério da Saúde

Avançar »

Esmaltes de Impala e Risqué são mal avaliados em análise

Um comentário

  1. silvan rodrigues mello
    7 de maio de 2011

    moro na rua joão daniel hildebrand e seis familias tem suas casa alagadas por falta de um boeiro e sem metros de asfalto ao lado do novo posto de saúde do bairro Rondônia, é uma luta antiga dos moradores estes sem metros ou até menos e um boeiro, obrigado.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*