ONU divulga relatório sobre a Aids e pede mais empenho no combate à doença

Levantamento aponta que, a cada pessoa que inicia o tratamento, duas contraem a doença no mundo. São sete mil novas infecções por dia.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Organização das Nações Unidas – ONU quer mais empenho dos países contra a Aids. A entidade divulgou na quinta-feira, dia 31, no Quênia, um novo relatório sobre a situação da doença no mundo.

Entre os avanços nos últimos anos, o documento aponta a queda de 25% do número de novas infecções em 33 países, de 2001 a 2009, sendo 22 nações da África Subsaariana, a mais afetada pela epidemia. No entanto, alerta que, a cada pessoa que inicia o tratamento, duas contraem a doença no mundo. A cada dia, são registradas sete mil novas infecções, das quais mil são em crianças.

Trinta anos após o surgimento da epidemia, o relatório mostra avanços no combate e tratamento das pessoas com Aids, porém alerta que os ganhos ainda são “frágeis”. No lançamento do relatório, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, conclamou os líderes mundiais a adotar ações firmes e inovadoras para o surgimento de uma geração livre de novas infecções da Aids e do preconceito até 2015.

Ele recomenda a adoção de seis metas: reduzir pela metade a transmissão do vírus HIV entre jovens, homens que fazem sexo com homens e usuários de drogas; possibilitar o acesso de 13 milhões a antirretrovirais e tratamentos; diminuir em 50% a taxa de mortalidade por tuberculose entre pessoas que vivem com Aids; eliminar a transmissão de mãe para filho; implantar uma rede de assistência e proteção para crianças carentes e vítimas da Aids; e adotar leis e ações contra a discriminação. A idéia é que todos os compromissos sejam cumpridos até 2015.

Em junho, a Assembléia Geral da ONU promoverá encontro para debater o combate mundial à Aids. A doença atinge mais de 60 milhões de pessoas e já matou 25 milhões. Atualmente, cerca de seis milhões estão em tratamento.

Informações de Agência Brasil

FOTO: ilustrativa

Compartilhar

Novo Hamburgo: Estudantes reforçam campanha contra dengue no bairro Santo Afonso

Avançar »

Estudo associa aspirina à diminuição de risco de câncer de pâncreas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*