• Visualizações 531

Poder público e entidades debatem reúso de água

Objetivo é instituir medidas que induzam à utilização de fontes alternativas para captação de água da chuva em novas edificações cuja área construída seja superior a 960 metros quadrados.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter)

Na manhã de terça-feira, dia 25, representantes da Prefeitura, da Comusa e da Câmara de Vereadores se reuniram com entidades da sociedade civil para debater a criação do Programa de Conservação e Uso Racional da Água nas Edificações – Purae, prevista pela indicação de projeto de lei nº 2.022/2013.

O encontro, realizado no Centro Administrativo Leopoldo Petry, serviu como formação de um grupo de estudo para a estruturação da matéria legislativa, com sugestões de regulamentações a serem contempladas.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Urbano, Moisés Medeiros, a ideia é discutir a abrangência do projeto. “Precisamos ter estabelecidas as definições dos tipos de água e a maneira como elas poderão ser aproveitadas”, esclareceu.

O objetivo é instituir medidas que induzam à utilização de fontes alternativas para captação de água da chuva em novas edificações cuja área construída seja superior a 960 metros quadrados.

A indicação propõe que a água seja captada na cobertura das edificações e encaminhada, via tubulação própria, a uma cisterna, de onde poderá ser utilizada na descarga de bacias sanitárias e como reserva de sistemas de prevenção e combate a incêndios. Apenas após esse processo a água seria descarregada na rede de esgotos.

Informações de pmnh

FOTO: reprodução / Luis F. Caselani 

Compartilhar

Projetos criam e extinguem cargos na Câmara

Avançar »

Falta de plantão permanente na DP de Canudos é tema de debate

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*