• Visualizações 692

Na Câmara, Diretor-geral da Comusa fala sobre situação da água

Durante seu espaço na tribuna, Mozar Dietrich promoveu resgate histórico dos problemas que envolvem a água no Vale do Sinos e ressaltou investimentos que são feitos pela autarquia para melhorar abastecimento.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter) 

A Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo realizou nesta quarta-feira, dia 12, sessão em que entre os temas abordados estavam o Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março, e o Dia Estadual de Preservação e Conscientização da Importância da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos, que é no dia 17 do mesmo mês.

O diretor-geral da Comusa, Mozar Dietrich, foi convidado para falar sobre os assuntos. Durante seu espaço na tribuna, Dietrich promoveu um resgate histórico dos problemas que envolvem a água no Vale do Sinos e ressaltou os investimentos que são feitos pela autarquia para melhorar o abastecimento e qualificar as condições dos mananciais.

Entre os assuntos ponderados pelo diretor-geral, estavam situações envolvendo secas e estiagens, aquecimento do planeta, carência de água e o excesso de consumo. Dietrich trouxe recortes de notícias de diversas épocas, material entregue a ele pelo fotógrafo Alceu Feijó, e ainda dados atuais sobre a situação da Bacia do Rio dos Sinos.

Dietrich ainda entregou à vereadora Patrícia Beck, que presidia a sessão, um planejamento hidrológico do Rio dos Sinos feito por técnicos alemães em 1969. O documento aponta uma série de soluções para melhorias das condições da bacia, entre elas a construção de barragens.

Informações de comusa/cm

FOTO: reprodução / comusa

Compartilhar

Nesta quarta, Câmara realiza audiência pública sobre preservação das praças

Avançar »

Jérôme Valcke faz novo alerta e critica pavimentação no entorno do Beira-Rio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*