• Visualizações 531

Com presença da BM, Comissão debate onda de assaltos no bairro Canudos

Vereadores Serjão (PMDB) e Issur (PP) foram representando as Comissões de Segurança Pública e Direitos Humanos, Cidadania e Defesa do Consumidor. Deputado estadual Fixinha (PP) intermediou conversa entre comerciantes e tenente coronel, Claudio Rieger.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Em audiência realizada na manhã desta segunda-feira, dia 02, na sede do 3º Batalhão da Brigada Militar, o assunto da reunião foi a onda de assaltos que atinge o bairro Canudos e que tende a aumentar ainda mais com a chegada do final de ano.

Os vereadores Sergio Hanich (PMDB) e Issur Koch (PP) foram representando as Comissões de Segurança Pública e Direitos Humanos, Cidadania e Defesa do Consumidor, respectivamente.

O deputado estadual João Fischer – Fixinha (PP) intermediou a conversa entre os comerciantes do bairro e o tenente coronel do 3º BPM, Claudio Rieger. O suplente de vereador Vladi Lourenço (PP) também estava presente.

Demandas comunitárias

Os comerciantes estão receosos que a criminalidade aumente ainda mais em dezembro, já que é época de liberação de décimo terceiro e o movimento fica maior em função dos festejos de final de ano.

Serjão destacou a falta de pessoal na 3ª DP de Canudos. “Como não há funcionários suficientes, a comunidade é obrigada a fazer o Boletim de Ocorrência (BO) na delegacia do Centro, que fica lotada. O cidadão perde tempo e o policial que poderia estar nas ruas, perde horas com a burocracia.”

Policiamento Comunitário

Issur Koch perguntou se a implantação da polícia comunitária melhora o cenário de violência em Novo Hamburgo. Kriegerdisse que vai ajudar sim. “Os núcleos começam a ser implantados semana que vem e a ideia é que também possam entrarem Canudos. Estamos em uma fase de construção, mas acredito que ter um policial morando no bairro, com uma viatura à sua disposição, vai nos auxiliar.”

O tenente coronel destacou que a implantação da Polícia Comunitária é mais eficaz do que a construção de postos para a BM. “Essa estrutura física não nos interessa, é um sistema que já não tem mais validade”, explicou.

Informações de CMNH

FOTO: reprodução / Tatiane Lopes / CMNH

Compartilhar

Câmara decide nesta terça se abre processo de cassação de Genoino

Avançar »

José Genoino renuncia ao mandato de deputado federal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*