• Visualizações 783

Cidades, Defesa e Turismo são ministérios mais afetados por corte no Orçamento

Governo bloqueou R$ 28 bilhões para 2013. Ministérios da Saúde, da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação tiveram o orçamento totalmente preservado.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Os Ministérios das Cidades, da Defesa e do Turismo foram os mais afetados pelo corte de R$ 28 bilhões no Orçamento Federal. Segundo os números divulgados nesta quarta pelos ministérios do Planejamento e da Fazenda, somente nestas três pastas, o bloqueio de verbas chega a R$ 10,65 bilhões.

No Ministério das Cidades, o corte totalizou R$ 5,02 bilhões, o maior em valores absolutos. Nos ministérios da Defesa e do Turismo, o bloqueio corresponde a R$ 3,67 bilhões e R$ 1,96 bilhão, respectivamente, em relação aos valores aprovados pelo Congresso Nacional na Lei Orçamentária de 2013.

O Ministério da Integração Nacional teve corte de R$ 1,62 bilhão; o Ministério do Esporte, de R$ 1,5 bilhão; e da Agricultura, de R$ 1,46 bilhão. Segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, as projeções são revistas a cada bimestre. ‘É mais um parâmetro para organizar o Orçamento, poderá ser revisto’, disse.

O contingenciamento não atingiu programas considerados prioritários pelo governo como investimentos, políticas sociais e grandes eventos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Os ministérios da Saúde, da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação também tiveram o orçamento totalmente preservado. Saúde terá disponível R$ 83,9 bilhões. Os demais terão R$ 40,1 bilhões e R$ 7,1 bilhões, respectivamente.

Informações de Correio do Povo

FOTO: reprodução / época

Compartilhar

Dilma Rousseff é a segunda mulher mais poderosa do mundo, diz Forbes

Avançar »

Governo não vai propor revisão da Lei da Anistia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*