• Visualizações 786

Eleições 2013: Começa a série de entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Novo Hamburgo

ASSISTA! Programas especiais serão exibidos diariamente até quinta-feira – a cada dia, um candidato. São três opções de horário para o eleitor buscar informações sobre Paulo Kopschina, Luis Lauermann e seus vices. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Começou nesta segunda-feira, dia 25, a exibição da série de entrevistas realizadas pelo novohamburgo.org em parceria com a TVNH com os dois candidatos a Prefeitura de Novo Hamburgo e os dois vices.

Os programas especiais serão exibidos até quinta-feira, 28, com um postulante por dia, de maneira inédita às 18 horas e com reprise às 21 horas e após o Jornal das Dez, que inicia às 22 horas. A entrevista veiculada nesta segunda-feira (veja abaixo) mostra as propostas de Paulo Kopschina (PMDB), da coligação Nova Frente Que Faz Bem.

Na terça-feira, 26, vai ao ar a conversa do jornalista Felipe de Oliveira com Luis Lauermann (PT). Na quarta, é a vez de Lorena Mayer (PDT) se manifestar e na quinta, de Roque Serpa (PTB).

Cada entrevista foi dividida em dois blocos. No primeiro, os candidatos falaram por aproximadamente dois minutos sobre oito eixos temáticos pré-definidos: saúde; educação; segurança pública; transporte público e mobilidade urbana; habitação; cultura, esporte e lazer; turismo; e desenvolvimento econômico. No segundo, o apresentador fez perguntas de temas livres.

Destaques

Leia abaixo os destaques da entrevista com o candidato a prefeito de Novo Hamburgo pelo PMDB.

Apresentação 

Nos dois minutos que recebeu para a apresentação, Paulo Kopschina destacou ser de Novo Hamburgo e definiu como decisivo o comparecimento do eleitor às urnas em 03 de março.

Eixo temático 01: saúde 

“Este é um tema sempre muito discutido, pela precariedade do atendimento”, observou Kopschina. “A estrutura não é ruim, mas falta o principal: médicos, dentistas, atendentes, enfermeiros… Falta qualidade e mais profissionais para atender a população da nossa cidade.” O candidato também abordou as filas formadas em frente a casas de saúde durante a madrugada. “Temos casos em que filas começam a se formar às 03, 04 horas da manhã, e quando o posto de saúde abre, são distribuídas apenas algumas fichas.” Segundo o peemedebista, está previsto no plano de governo da coligação fazer concursos públicos para a área da saúde e equiparar plano de carreira de médicos e dentistas. 

Eixo temático 02: educação 

Kopschina explicou que este foi um dos temas que reformados no plano de governo da eleição de outubro para esta. “A vinda do PDT complementou nosso plano de governo. Não tínhamos apoiado escolas de tempo integral e esta foi uma das propostas trazidas pelo PDT, de que pelo menos cinco escolas se tornassem escolas de tempo integral nos próximos anos.” Ele ainda apontou a “aflição quanto à escolha do secretário desta área”. Se eleito, a decisão será tomada através de lista tríplice indicada em assembleia geral dos membros do magistério. “Aí, entre os três, um será escolhido pelo Paulo e pela Lorena. Vamos continuar projetos e temos, sim, que adequá-los à realidade do município, inclusive aumentando o número de vagas nas creches.” 

Eixo temático 03: segurança pública 

“Novo Hamburgo não pode mais conviver com o triste título de segunda cidade mais violenta do Rio Grande do Sul”, declarou o candidato do PMDB. “Essa vai ser uma das batalhas logo que assumirmos a prefeitura. A nossa Guarda Municipal já foi case, mas muitos estão em desvio de função, e nossa proposta é que essa guarda venha integralmente para as ruas da nossa cidade.” Kopschina também citou a Brigada Militar, propondo fixar brigadianos em seus próprios bairros, promovendo moradia para os policiais. 

Eixo temático 04: transporte público e mobilidade urbana

“Há muito tempo se discute a passagem integrada. E agora há um fato novo: o trem vai chegar e nós não temos nem passagem integrada nem a integração do transporte público com o trem”, apontou. O postulante ao cargo de prefeito afirma que uma nova licitação terá que ser feita, “e tem que constar neste edital que vai haver a passagem integrada em Novo Hamburgo”. “Outra novidade é transporte público modal ou troncal. Queremos possibilitar que ônibus menores circulem pelos bairros, deixando os passageiros no tronco, correndo de norte a sul da cidade, com mais qualidade e com preço mais baixo.” 

Eixo temático 05: habitação 

Kopschina se utilizou do tempo destinado para tratar do quinto tema para continuar comentando a questão da mobilidade urbana. “Em dia de chuva, o caos se estabelece. Já é difícil, em dias normais, andar de carro em horários de pico… Temos que fazer com a sincronização de sinaleiras seja uma verdade. Queremos construir dois estacionamentos subterrâneos para remover vagas da [avenida] Pedro Adams [Filho] e da [rua] Bento [Gonçalves].” Ao comentar habitação, citou o programa do Governo Federal Minha Casa, Minha Vida. “Estão se desenvolvendo três loteamentos nestes moldes. É claro que vamos dar continuidade, é claro que essas obras não podem parar.” 

Eixo temático 06: cultura, esporte e lazer 

“A criação do Fundo Municipal de Cultura é um tema muito discutido na nossa cidade. Isso já está nos nossos planos e vamos criá-lo com certeza.” O candidato citou a necessidade de preocupação com cultura nos bairros hamburguenses. “Ao fazer isso, daremos oportunidade para novos talentos surgirem na nossa cidade. Queremos premiá-los, utilizar atrações locais.” Kopschina também apontou uma falta de áreas de lazer para a juventude.

Eixo temático 07: turismo 

“Temos um corredor maravilhoso a nossa disposição. Por aqui passam milhares de turistas todos os dias, o ano todo, porque é o caminho da capital para a serra gaúcha.” O postulante ao cargo máximo do Executivo de Novo Hamburgo avalia que é preciso trazer mais atrações para a cidade, “para que o turista faça pelo menos um pernoite aqui”. “Temos que revitalizar os nossos parques, praças… Já temos gastronomia e hotelaria de qualidade, zona rural maravilhosa, mas temos que explorar isto de uma forma efetiva.” 

Eixo temático 08: desenvolvimento econômico 

Paulo Kopschina utilizou seus dois minutos para falar, especialmente, sobre distrito industrial. “Há, pelo menos, duas áreas para fazer isso: uma no Boa Saúde e outra Canudos. E a nossa vontade política é fazer com que o distrito industrial saia.” O peemedebista também usou o tempo para falar da saída de empresas do município para outros. “Hoje não há incentivo econômico e fiscal para os empresários. Pelo contrário, aqui ainda se aumenta o ISSQN [Imposto sobre serviços de qualquer natureza], fazendo com que empresas fujam da nossa cidade. Depois de estancar isso, vamos buscar outras empresas. Precisamos gerar empregos, porque muita gente sai da nossa cidade para trabalhar. Queremos gerar riquezas aqui, para que morem aqui, gerem receita aqui. Queremos que mais empresas nos ajudem e que Novo Hamburgo volte a ser o que já foi: a capital nacional do calçado e a capital regional.”

Perguntas do entrevistador 

LORENA – Quando questionado sobre a adição de Lorena Mayer à coligação Nova Frente Que Faz Bem, Kopschina explicou que houve a “oportunidade de apresentar a coligação ainda mais forte que a que já se tinha na primeira eleição”. “Foi muito importante, porque nós trouxemos uma técnica, uma mulher com muita vontade de ser secretária da Saúde. A vinda da Lorena nos garante uma saúde melhor. Mas nos últimos quatro anos, ela não pôde mostrar isso.”

RECURSOS – As relações com os governos estadual e federal na busca de recursos também foram abordadas. “Isso de que o bom é o alinhamento das estrelas é uma falácia. Queremos tranquilizar a todos. Claro que o relacionamento com o governo estadual não é tão bom, porque somos oposição, mas a presidenta Dilma [Rosseff] e o governador [Tarso Genro] não vão virar as costas para a cidade. Basta ter bons projetos.”

TENSÕES – A última pergunta feita por Felipe de Oliveira deu conta das questões jurídicas que têm permeado a eleição. “Isso passa à margem do trabalho que Lorena e eu estamos fazendo”, respondeu Kopschina. “Estamos caminhando de ponta a ponta e apresentando os nossos projetos. Este problema não pode nos afetar e não deve afetar o eleitor. Isso faz parte e tem que ser discutido pelos advogados. O que não entendemos são os ataques gratuitos. Chamar a Lorena de ‘traíra recauchutada’ ofende todas as mulheres do município. Queremos tratar as mulheres da nossa cidade com respeito e dignidade, como merecem ser tratadas.”

Saudação final 

Nos últimos minutos que teve para falar aos espectadores, Kopschina citou o candidato a vice-prefeito da campanha passada. “Ruy Noronha foi parceiro, foi amigo, foi corajoso, enfrentou com lealdade e coragem a primeira campanha. Nessa segunda, tivemos a oportunidade de fortalecer a coligação, com uma vice tão boa quanto ele.” 

Assista agora à entrevista completa: 

Parte 01 

 Parte 02 

FOTO: Mônica Neis Fetzner / novohamburgo.org

Compartilhar

10 milhões de eleitores fazem recadastramento biométrico em 2013

Avançar »

Câmara e Senado deverão gastar R$ 23 milhões por dia em 2013

Um comentário

  1. Andre
    25 de fevereiro de 2013

    Por favor, aonde foi parar o conhecimento de um político? Nunca imaginei que teria que escolher entre candidatos que lê perguntas e respostas em um debate. Deveria ser exigido ao menos um pouco de conhecimento. Façam meu favor…

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*