• Visualizações 4709

Rede: Maria Silva inicia projetos para novo partido

Haverá um comitê oficial que apoiará Marina em cada estado do país. Dentre os princípios da nova sigla, está um limite de 16 anos de vida política num único cargo.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A ex-senadora Marina Silva irá fazer alterações na estratégia que usou para a campanha à Presidência em 2010. O ato é uma tentativa agilizar o recolhimento das 500 mil assinaturas em até três meses para tornar possível a fundação de seu novo partido, até então chamado como Rede.

Ela deverá tornar a usar o conceito que originou às “Casas de Marina”, que são comitês domiciliares usados para divulgar sua candidatura presidencial. A ideia busca procurar por voluntários que tenham interesse de usar suas casas e estabelecimentos como centros de coleta de assinaturas de apoio ao novo partido. Esta iniciativa servirá para contribuir na campanha de marketing,coordenada pelo cineasta Fernando Meirelles, diretor do filme Cidade de Deus.

“Esperamos uma adesão voluntária muito grande”, comenta o deputado federal de São Paulo, Walter Feldman, atualmente no PSDB.

A Rede promete uma pauta ética. O estatuto prevê prazo de validade para mandatos parlamentares. Aqueles que já  exerceram um cargo político por mais de 16 anos não poderão participar de uma nova eleição para o mesmo cargo.

Informações de Folha.com.br

FOTO: reprodução / omatinese.com

Compartilhar

1,5 milhão assinam petição contra Renan Calheiros

Avançar »

Eleições 2013: Lideranças se unem a Luis Lauermann e Paulo Kopschina em visitas a Novo Hamburgo

Um comentário

  1. Rosah Almeida
    16 de fevereiro de 2013

    PARABENS, Marina

    Conte conosco em Alto Paraiso de Goiás,
    Chapada dos Veadeiros GO

    Gratidão pela pagina, Novohanbugo

    rosah

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*