• Visualizações 634

Versões sobre compra de casa do governador Perillo dividem opiniões na CPMI do Cachoeira

Para os defensores de Marconi Perillo (PSDB), o depoimento mostrou sua inocência, mas, para outros parlamentares, o depoimento complicou o governador.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Para alguns parlamentares a situação de Marconi Perillo (foto) se complicou, já para outros a transação imobiliária da casa onde foi preso o contraventor Carlinhos Cachoeira já está esclarecida.

O relator da CPMI que investiga as relações do bicheiro-empresário Carlinhos Cachoeira com políticos e empresários cogita a hipótese de o governador ter recebido duas vezes pela venda da casa. As versões sobre o depoimento do empresário Walter Paulo Santiago, nesta terça-feira, dia 05, à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito – CPMI que investiga o esquema do contraventor Carlos Cachoeira dividiram as bancadas que integram o colegiado.

Para os defensores do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), o depoimento mostrou sua inocência, mas, para outros parlamentares, o depoimento complicou o governador. O empresário, um dos proprietários da Faculdade Padrão, comprou do governador um imóvel no condomínio Alphaville Ipês, em Goiânia, no valor de R$ 1,4 milhão. Nesta casa, Cachoeira foi preso no final de fevereiro durante a operação Monte Carlo, da Polícia Federal.

Integrantes da CPMI suspeitam de que Cachoeira seria o verdadeiro comprador, com o empresário Walter Santiago operando como intermediário para esconder a transação. Walter negou essa versão e disse que comprou a casa para uma de suas empresas, a Mestra Administração e Participações, criada para atuar no ramo imobiliário. Ele disse que pagou a casa em dinheiro, embora Marconi Perillo tenha dito que recebeu o pagamento por meio de três cheques. Esses cheques são de Leonardo Almeida Ramos, sobrinho de Cachoeira, de acordo com as investigações.

Para Walter Santiago, quem trocou o dinheiro por cheques pode ter sido Wladimir Garcez, ex-vereador pelo PSDB, ex-presidente da Câmara Municipal de Goiânia. O relator da CPMI, deputado Odair Cunha (PT-MG), afirmou que o depoimento de Walter Santiago aumentou as suspeitas sobre a transação imobiliária.

No entender de parlamentares, o que Walter Santiago não conseguiu explicar foi a origem do dinheiro e por que Cachoeira estava morando em sua propriedade. O senador Pedro Taques (PDT-MT) acredita que haja outras ligações entre Walter Santiago e o esquema de Cachoeira.

Segundo ele, há diálogos em que Cachoeira pede intervenção de políticos em favor das faculdades do empresário e pelo menos uma cobrança ao senador Demostenes Torres (Sem partido-GO) para que ele tentasse a liberação de um curso junto ao Ministério da Educação.

O deputado Rubens Bueno (PPS-PR) também acredita que há mais ligações entre o empresário e o esquema do contraventor. Marconi Perillo deve depor na terça-feira, dia 12 à CPMI e poderá explicar sua versão sobre os fatos.

Informações de Jornal do Brasil

FOTO: ilustrativa / colunistas

Compartilhar

Após bate-boca na CPI, deputado Silvio Costa pede desculpas ao senador Pedro Taques

Avançar »

Governador Agnelo Queiroz determina rompimento com Delta antes de depor na CPI do Cachoeira

4 comentários

  1. 6 de junho de 2012

    senhor Marconi Pirillo nosso governador do estado de goias eu não so politico não mais não gostaria que estas denuncia contra sua pessoa eu não quero acredita quedita que seja verdade eu espero que não,

    Responder
  2. Rosan Nunes
    6 de junho de 2012

    Quem zcredita numa inocencia destas dá-se pra ver o quanto essas pessoas tem respeito pelo dinheiro público e pela Nação.

    Responder
  3. Rosan Nunes
    6 de junho de 2012

    Quando a Midia, de um modo geral, começar de deixar a ser conivente, branda ou omissa com as praticas da corrupção, os criminosos, de gravata ou de havaianas, deixaram de ser senhores da situação.

    Responder
  4. cicero
    6 de junho de 2012

    será q todos esses nomes q aparece envolvido c a roubalheira é verdade? tadin sao tao bonzinhos e tao santinhos.A MISSAO NOSSA É PAGAR IMPOSTOS P ESSES POLITICOS BANDIDOS FAZER ISSO. mas um dia eles vao prestar conta pra DEUS;

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*