• Visualizações 433

Lewandowski derruba sigilo de documentos do inquérito sobre ligação de Demóstenes com Carlinhos Cachoeira

Únicos documentos que permanecem sob sigilo são os arquivos de escutas telefônicas. A decisão do ministro atende em parte o requerimento encaminhado pela CPMI do Cachoeira.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal – STF, derrubou nesta sexta-feira dia 24, o sigilo de grande parte dos documentos do inquérito que apura a ligação do senador Demóstenes Torres (sem partido–GO) com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Na decisão, os únicos documentos que permanecem sob sigilo são os arquivos de escutas telefônicas. A decisão do ministro atende em parte o requerimento encaminhado pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito – CPMI do Cachoeira, que queria o fim total do sigilo.

Lewandowski decidiu também encaminhar à CPMI mais de mil horas de conversas telefônicas das apurações da Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Os arquivos estão em nove DVDs que integram processo que corre na 11 ª Vara de Justiça de Goiânia. Esses arquivos só poderão ser acessados pelos parlamentares e pelos acusados.

Informações de Agência Brasil

FOTO: ilustrativa / exame

Compartilhar

Comissão aprova projeto que transforma união homossexual em lei

Avançar »

“Não houve conversa nenhuma”, diz Nelson Jobim sobre suposta pressão de adiar julgamento do mensalão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*