• Visualizações 732

Levantamento aponta diferenças entre valores de estádios da Copa do Mundo

Dez obras apresentaram distorções entre valores divulgados por suas respectivas administrações e dados oficiais do Governo Federal.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Os valores das obras de 10 dos 12 estádios que receberão partidas da Copa do Mundo no Brasil em 2014 são divergentes em relatórios de governos – tanto federal quanto estaduais – e Tribunal de Contas da União – TCU.

Os números de relatório do TCU, do Portal da Copa (Ministério do Esporte) e dos sites oficiais da Copa nos 12 estados-sede indicam que a soma das diferenças entre o maior e o menor valor apontado para cada estádio chega a R$ 1,723 bilhão – cifra suficiente para reformar dois Maracanãs. O levantamento foi feito pelo portal G1.

Somente o Itaquerão (foto), em São Paulo, e a Arena da Baixada, em Curitiba, não apresentaram distorções entre os valores divulgados por suas respectivas administrações e os dados oficiais do Governo Federal. O primeiro, porque os valores são coincidentes nos sites oficiais; a segunda, porque o governo paranaense não divulga o valor oficial. Em ambos os casos, os estádios são privados – os clubes Corinthians e Atlético Paranaense são os administradores.

Segundo o pesquisador Fabiano Angélico, especialista em acesso à informação da Fundação Getúlio Vargas – FGV, a distorção expõe falta de transparência na divulgação do que governo, estados e municípios estão desembolsando para viabilizar a realização da Copa nessas localidades.

Veja abaixo a comparação:

Informações de portal G1

FOTO: reprodução / Estadão 

Compartilhar

Fifa adia visita de secretário-geral a cidades-sede da Copa

Avançar »

Pepe Vargas assume Ministério do Desenvolvimento Agrário em momento “conflituoso”, diz coordenador do MST

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*