Mario Negromonte e Carlos Lupi devem deixar ministérios

O Planalto já teria iniciado consultas para fazer uma reforma ministerial, começando pelo Ministério das Cidades e Ministério do Trabalho.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Segundo uma reportagem do jornal O Globo publicada nesta quinta-feira, dia 24, os ministros das Cidades, Mario Negromonte, e do Trabalho, Carlos Lupi, devem sair em breve do ministério.

O Planalto, inclusive, teria iniciado as consultas a todos os partidos, a fim de fazer a reforma ministerial, que começará no Ministério das Cidades e Ministério do Trabalho. Na semana passada, a coluna de Felipe Patury na Época já revelava que o governo estava decidido a começar logo a reforma ministerial, mas que esperava pela recuperação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, diagnosticado com câncer de laringe.

Porém, mesmo com o adiantamento da reforma, ela deve ser bem menor do que prevista inicialmente. Isso acontece porque as seis mudanças de cargos de ministros, que foram feitas nos últimos cinco meses, acabaram com a margem de manobra que a presidente Dilma Rousseff tinha para remanejar as pastas.

Por que Lupi e Negromonte devem ser substituídos?

Carlos Lupi ainda mantém seu cargo após diversas denúncias, mas isso não quer dizer que o Planalto não esteja considerando tirá-lo. O ministro do Trabalho foi denunciado por receber privilégios de ONGs que possuem contratos com seu ministério, como viagens em um avião particular, que teria sido feita em 2009 pelo Estado do Maranhão.

Já Mario Negromonte soma diversas acusações. Nesta semana, foi acusado pela Época de usar o cargo para interesses de sua família. E nesta quinta-feira, 24, o Estadão o denunciou por participar de uma fraude no Ministério das Cidades, que aumentou em R$ 700 milhões o custo de uma obra da Copa do Mundo em Cuiabá.

Informações de coluna O Filtro da Época

FOTOS: reprodução

Compartilhar

Carlos Lupi tem apoio do PDT para continuar como ministro do Trabalho

Avançar »

Texto-base do Código Florestal é aprovado sem grandes alterações

Um comentário

  1. 24 de novembro de 2011

    Eu como brasileiro gostaria que uma comissão investigasse a bela criação do Ministro Dr. Lupi Pardal. Através da portaria 1510 do MTE ele criou o novo Relógio de Ponto denominado REP. Todos os especialistas da área não viram real motivo para a criação deste aparelho eletrônico que solta um comprovante para o funcionário, pois somente as mudanças no software já tinham resolvida a questão. Ele foi avisado das mil falhas no equipamento e na sua certificação desde o início, mas com o seu jeitão de general não voltou atrás. Resultado: Já adiou a data de vigor da portaria por quatro vezes e o prejuízo para empresas fabricantes de relógio, fabricantes de Software de Gerenciamento de Ponto, Distribuidores deste tipo de equipamento e empresários que investiram estão na casa do BILHÂO, fora que assas mais de 10.000 empresas do segmento estão sendo massacradas nesses dois anos porque na indefinição do MTE ninguém quer investir na compra e as vendas caíram drasticamente. Vocês lembram do Kit primeiros socorros? Isso merece uma investigação, pois todos sabem que está errado, mas ninguém quer tocar no assunto, inclusive a Presidenta e a mídia. Eu e toda a minha família votamos na Dilma, mas esse Ministro ainda em exercício está nós fazendo repensar no nosso voto. Esse Ministro é o cara mais falso que eu já conheci na política, e olha que têm muitos hem!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*