Conselho de Ética instaura processo contra deputado Jair Bolsonaro

Entrevista concedida ao programa CQC e acusação de ofensa a senadora Marinor Brito são as razões da representação do PSOL.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara instaurou, na quarta-feira, dia 15, o processo disciplinar contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) por suposta quebra de decoro parlamentar.

Leia Mais

Bolsonaro provoca nova polêmica com folhetos “anti-gays” no Senado

A ação, que será relatada pelo deputado Sérgio Brito (PSC-BA), originou-se de representação feita ao colegiado pelo PSOL. Durante a instauração do processo, o presidente do conselho, deputado José Carlos Araújo (PDT-BA), determinou a notificação de Bolsonaro e informou que será apreciado sob as novas regras do Conselho de Ética, aprovadas recentemente pela Câmara. Pelas novas normas, o colegiado poderá aplicar punições que vão da advertência oral à suspensão dos direitos parlamentares, podendo chegar até à cassação do mandato.

Bolsonaro responde a representação feita pelo P-SOL por dois motivos: a entrevista que ele concedeu ao programa de televisão CQC, da Band, em que aparece dando declarações supostamente racistas e homofóbicas, e também por ser acusado de ofender moralmente a senadora Marinor Brito (PSOL-PA) após evento na Comissão de Direitos Humanos do Senado, em que se discutia o projeto que criminaliza a homofobia.

O relator do processo informou que deverá apresentar seu parecer prévio ao processo no próximo dia 29, após analisar a representação do PSOL. A apresentação desse relatório prévio é uma novidade no conselho e foi instituída com a aprovação recente pela Câmara de projeto de resolução alterando as normas do Conselho de Ética. Caberá ao relator decidir se os pedidos da representação são aptos ou não e, em seguida, seu parecer será apreciado pelo plenário do conselho.

Se os conselheiros entenderem que o processo deve prosseguir após a apreciação do parecer preliminar, o deputado poderá em até dez dias arrolar até oito testemunhas de defesa. O relator terá 40 dias úteis para promover as investigações e mais 20 dias para apresentar seu parecer para votação no Conselho de Ética.

Informações de Agência Brasil

FOTO: reprodução / Renato Araújo-ABr

Compartilhar

Tiririca apresenta primeiros projetos, ligados à educação e cultura

Avançar »

Governo reafirma decisão do Supremo sobre Lei da Anistia

7 comentários

  1. Fernando Andrade.
    17 de junho de 2011

    Bom Dia!
    Esse Deputado Jair Bolsonaro é um racista.
    Sou negro com muito Orgulho, sou da Geração Malcon-x, detesto Branco Racista.
    Esse Deputado mexeu com os Negros e isso não Pode Ficar Assim!
    panteras Negras Nele!
    Sou malcon-x do seculo xxi.

    Responder
  2. gustavo
    17 de junho de 2011

    Bolsonaro deve evitar programas pseudo jornlísticos onde será sempre afrontado por por pederastas e esquerdistas. Com sangue quente, dará sempre respostas duras que serão maliciosamente editadas e exploradas para prejudicá-lo.

    Responder
  3. Ocimar
    17 de junho de 2011

    ESSE SIM É UM SENHOR DEPUTADO,ALIÁS ACHO QUE É O ÚNICO QUE PRESTA,ESSE,DENFENDE A FAMILIA E OS BONS COSTUMES,AO CONTRARIO DE UMA CORJA DE DEMAGOGOS QUE SÃO CONTRA TUDO O QUE É MORAL E NORMAL,GRANDE BOLSONARO,PRESIDENTE DO BRASIL,AS PESSOAS HONESTAS E DE BEM AGRADECEM,E AS FAMILIAS NORMAIS TAMBÉM.

    Responder
  4. Netto Santtana
    17 de junho de 2011

    É absurdo que um Parlamento ature pessoas desse gabarito (hostil) e totalmente desnecessário para a opinião politica.
    Me admira muito ele não estar preso, porque qualquer pessoa que se manifesta de maneira imprópria e abusiva demonstrando preconceito e discriminação, ja estaria atrás das grades….

    Eu espero que o Brasil não volte a cometer a burrada de colocar um homem como esse novamente no Parlamento

    Netto Santtana

    Responder
  5. FRANK LAURO
    29 de junho de 2011

    PARABENS DEPUTADO, TENTARAM MAS NÃO CONSEGUIRAM, TEMOS VIDA E OPINIÃO PRÓPRIA, QUEM QUISER TER ORGULHO DE SER GAY , QUE SEJA ,MAS NINGUEM VAI ME DIZER QUE TENHO QUE SER OU GOSTAR DE ALGUEM QUE SEJA. NOSSAS OPINIÕES SÃO IDENTICAS.

    Responder
  6. renan gustavo oliveira lima
    30 de junho de 2011

    Esse deputado Bolsonoro sabe ser ridículo!!!O cara não muda a fita,é preconceituoso e não tem respeito pelo próximo.Ele deveria ser banido de seu cargo.Me admira vocês cariocas votarem num indivíduo que além de preconceituoso,é um verdadeiro imbecíl e sem cultura.O Rio de Janeiro e o Brasil não merecem isso!!!

    Responder
  7. Meirian de Souza Paula
    9 de julho de 2011

    Grande Bolsonaro!!!!!!!
    Que felicidade saber que existe no meio político um Homem como o senhor!
    As famílias de bem agradecem.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*