PSDB teme que defesa de FHC pela descriminalização da maconha afete eleições

Alvaro Dias, líder do partido no Senado, por exemplo, enfatiza que tal posicionamento é bandeira pessoal do ex-presidente.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O discurso do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pela descriminalização da maconha tornou-se uma preocupação eleitoral para alguns dos principais nomes de seu partido, o PSDB, conforme reportagem jornal Folha de S.Paulo desta sexta-feira, dia 03.

Leia Mais

Fernando Henrique Cardoso defende descriminalização das drogas em lançamento de documentário

De acordo com o texto, a defesa da adoção de políticas alternativas para usuários de drogas ganhará mais destaque a partir da estréia do documentário Quebrando Tabu, que é estrelado por ele, nas maiores cidades do Brasil, nesta sexta-feira.

No filme, o ex-presidente conta experiências de países que adotaram medidas alternativas à punição dos usuários de drogas, ao lado de políticos como os ex-presidentes Bill Clinton (Estados Unidos) e Ernesto Zedillo (México).

“Todo fato de repercussão pode influir no ânimo do eleitor. Mas ainda é cedo para mensurar se esse impacto será positivo ou negativo. Eu sou contra. Mas isso nunca foi discutido no partido”, afirmou o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), enfatizando que a descriminalização é uma bandeira pessoal de FHC, e não do partido.

“Preocupam-me determinadas circunstâncias dessa proposta. Mas acho que FHC tem autoridade política e moral para sustentar suas ideias”, disse o presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE). Contrário à descriminalização das drogas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, preferiu relativizar o debate. “Embora minha posição seja contrária à legalização, entendo que o debate é positivo”, disse.

Informações de Folha.com

FOTO: reprodução / Eladio Machado-Terra

Compartilhar

Oposição “dribla” o governo e convoca Palocci a dar explicações na Câmara

Avançar »

Entrevista de Palocci desperta manifestações de políticos

2 comentários

  1. ricardo pereira de freitas
    4 de junho de 2011

    eu particularmente sou a favor da legalização da maconha como um todo, isso hoje en dia e normal, sou contra o uso de outras drogas como o crak e a cocaina, mais maconha e de boa.

    Responder
  2. Felipe
    16 de junho de 2011

    bebida alcolica para o cigarro, do cigarro para a maconha, da maconha para o extase; do extase para o crack, do crack oara o cemiterio : {Assaltos, vicio , perda , frustação, desanimo, exclusão, tristeza e dor}

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*