• Visualizações 624

Bingos seguem ilegais, após rejeição de projeto

Maioria dos deputados votou contra o projeto de lei que pretendia regulamentar os jogos, argumentando, por exemplo, que isso facilitaria a lavagem de dinheiro.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Câmara dos Deputados rejeitou, na terça-feira, dia 13, por 212 votos contra 144 e cinco abstenções, o projeto de lei que pretendia regulamentar a exploração dos jogos de bingos no Brasil.

O deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Saúde, foi um dos defensores da aprovação do projeto, ao afirmar que o setor precisa ser legalizado. Perondi acredita que, com a aprovação da proposta, o Brasil teria algo em torno de 1.500 casas de jogos, que empregariam mais de 250 mil pessoas. Segundo ele, o governo também deixou de arrecadar mais de R$ 7 bilhões em impostos para o país.

O deputado Marcelo Itagiba (PSDB-RJ) criticou o projeto e citou pareceres do Ministério da Justiça e da Polícia Federal, que apontam que a legalização das casas de bingos facilitaria a lavagem de dinheiro. Ele também criticou o lobby feito há tempos nos corredores da Câmara pela aprovação do projeto.

Plano Nacional de Viação aprovado

Na mesma sessão, os deputados aprovaram o projeto de lei do Poder Executivo, que reformula o Plano Nacional de Viação – PNV. A proposta institui o Sistema Nacional de Viação – SNV, formado pela infraestrutura física e operacional dos transportes de pessoas e cargas nos níveis federal, estadual e municipal.

O texto aprovado prevê a exigência de estudos prévios que comprovem a viabilidade econômica e a prioridade do empreendimento viário de valor superior a R$ 15 milhões. Como o projeto já havia sido aprovado pelo Senado, ele segue agora para sanção presidencial.

Informações de Agência Brasil

FOTO: ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Novo Hamburgo: Câmara será presidida por Leonardo Hoff em 2011

Avançar »

Parlamentares escolhem seu próprio presente de Natal: 61,8% de aumento

Um comentário

  1. Pablo Suthler
    17 de dezembro de 2010

    Sr Marcelo Itagiba, o MP e a PF nunca investigaram os prémios das loterias loterias esportiva(mega sena, quina etc) que saíram de maneiras sinistras e nunca se chegou a uma conclusão do ocorrido?
    Em uma cidade do Paraná(Fontoura Xavier) o prémio da megasena de 119 milhões em que o bilhete sorteado desapareceu de um bolão de funcionários da prefeitura e foi para na mão de uma pessoa da cidade, empresário e na própria câmara quando já não foi desviado. Existem muito$ interesses para que os Bingos não sejam regularizados e as várias casa que hoje funcionam na clandestinidade que tem que pagar ( não sei pra quem) para permanecerem abertas e sendo acharcadas por (também não sei quem…). País dos Mensalões.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*