• Visualizações 1107

Eleições 2010: Quanto vale uma vitória? Saiba quanto gastaram os eleitos

Campanhas de senadores arrecadaram R$ 220 milhões; deputados federais desembolsaram uma média de R$ 9,72 por voto.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Encerradas as Eleições 2010, o Portal novohamburgo.org quis saber: quanto valeu o voto dos cidadãos que tiveram seus candidatos eleitos?

As campanhas dos senadores eleitos nas eleições de outubro arrecadaram, juntas, mais de R$ 220 milhões, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral – TSE. Já os 513 deputados federais eleitos gastaram uma média de R$ 9,72 por voto para se eleger. No total, os parlamentares desembolsaram R$ 567 milhões na campanha. O custo do voto na Câmara foi três vezes e meia o valor do voto para o Senado (R$ 2,15).

O prazo final para os candidatos entregarem a prestação de contas à Justiça Eleitoral terminou às 19h da terça-feira, dia 02.

Senado e a parceria das construtoras

Quem mais arrecadou na campanha do Senado foi o petista Lindberg Farias, eleito para o Senado pelo Rio de Janeiro. Ele registrou receitas de R$ 14,014 milhões. O ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves foi o segundo que mais arrecadou: R$ 11,97 milhões.

Os dez que mais arrecadaram receberam metade de todo o valor recebido por todos os senadores eleitos. Eles foram responsáveis por receitas de quase R$ 100 milhões.

A senadora eleita pelo Pará, Marinor Brito (PSOL), foi a que menos recebeu na campanha: R$ 53 mil. Depois, vem o ex-governador do Acre Jorge Viana (PT), que declarou receitas de R$ 54 mil.

As construtoras são as doadoras que aparecem com mais freqüência nas prestações de contas dos senadores eleitos. Os partidos e outros candidatos também figuram na maioria das prestações de contas como doadores.

Desigualdade na campanha de deputados

A campeã em gastos entre os deputados federais eleitos foi Teresa Jucá (PMDB-RR), ex-mulher do senador Romero Jucá (PMDB-RR): R$ 7,2 milhões. O montante representa uma vez e meia o valor gasto pelo segundo colocado, Sandro Mabel (PR-GO), que desembolsou R$ 4,8 milhões.

ERRATA: Sandro Mabel é campeão de despesas na campanha para deputado e não Teresa Jucá

Cada voto conferido à deputada custou, em média, R$ 248,83. É o maior valor registrado no país. No total, Teresa gastou nove vezes mais que o valor que ganhará como deputada pelos quatro anos de mandato (cerca de R$ 792 mil, sem contar verbas indenizatórias e benefícios).

O gasto de seus futuros colegas custou, em média, R$ 1,1 milhão.

Os 88 deputados petistas foram os que mais gastaram, em números absolutos, entre os partidos. Foram R$ 103 milhões. A bancada mais cara, porém, é a do PMN. Os quatro deputados eleitos gastaram, em média, R$ 1,59 milhão.

Campeão nacional de votos, o deputado eleito Tiririca (PR-SP) teve um dos menores gastos. Cada um de seus 1.353.820 votos custou R$ 0,50. Foram R$ 677 mil, no total, quase a metade da média nacional.

O eleitor da Paraíba foi o mais “barato” entre os Estados: os 12 deputados eleitos do Estado gastaram uma média de R$ 4,06 por voto.

Confira o infográfico elaborado pela Folha a respeito dos votos mais caros:

Informações de portal G1 e Folha.com

FOTO: reprodução / Marcelo Jorge Vieira

Compartilhar

Eleições 2010: Dilma promete salário mínimo superior a R$ 600,00 já em 2011

Avançar »

Sarney reconhece possibilidade de retorno da CPMF

2 comentários

  1. 5 de novembro de 2010

    Espero que corrija a notícia publicada por vocês. A Folha e o TSE erraram ao publicar os gastos de campanha de Teresa. O erro foi reconhecido e corrigido: http://3.bp.blogspot.com/_8LXByi-lF-A/TNQHpaMARVI/AAAAAAAAAHI/FLaoL_QvzOE/s320/FSP+erramos2.jpg

    e

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/825175-deputados-federais-eleitos-gastaram-r-968-por-voto.shtml

    Responder
  2. 5 de novembro de 2010

    Foha.com

    04/11/2010 – 20h22
    Erramos: Deputados federais eleitos gastaram R$ 9,68 por voto

    DE SÃO PAULO

    Diferentemente do informado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em “Deputados federais eleitos gastaram R$ 9,68 por voto” (Poder – 04/11/2010 – 07h52) publicada na Folha e reproduzida na Folha.com, o campeão em gastos foi Sandro Mabel (PR-GO) e não a deputada eleita Teresa Jucá (PMDB-RR). As despesas da deputada somaram R$ 3,6 milhões e não R$ 7,2 milhões. Os 513 deputados federais eleitos gastaram uma média de R$ 9,68 por voto para se eleger e, no total, desembolsaram R$ 565 milhões na campanha e não R$ 9,72 por voto e R$ 567 milhões na campanha. O texto foi corrigido.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*