• Visualizações 1437

Eleições 2010: É presidente ou presidenta? Vitória de Dilma reacende discussão

VÍDEO! Dúvida da língua portuguesa voltou à tona depois da eleição da petista para a Presidência da República.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Dilma Rousseff (PT) é a primeira mulher a chegar à Presidência da República no Brasil.

Desde o último domingo, 31 de outubro, quando a petista venceu José Serra (PSDB) no segundo turno das Eleições 2010, uma pergunta não quer calar: é presidente ou presidenta?

O Portal novohamburgo.org foi atrás de respostas para a dúvida da língua portuguesa e encontrou matéria produzida pelo Jornal da Globo veiculada na edição da última quarta-feira, dia 03. Assista e tire suas próprias conclusões. Vale a pena. Afinal, Dilma ocupa o cargo mais importante do país pelos próximos quatro anos, pelo menos!

FOTO: divulgação

Compartilhar

Câmara e Senado voltam de recesso eleitoral com diversos assuntos a espera de decisão

Avançar »

Eleições 2010: Dilma promete salário mínimo superior a R$ 600,00 já em 2011

Um comentário

  1. marcelo
    9 de novembro de 2010

    Tenho notado, assim como aqueles mais atentos também devem tê-lo
    feito, que a candidata Dilma Roussef e seus apoiadores, pretendem que
    ela venha a ser a primeira presidenta do Brasil, tal como atesta toda
    a propaganda política veiculada pelo PT na mídia.
    Presidenta?

    Mas, afinal, que palavra é essa?
    Bem, vejamos:

    No português existem os particípios ativos como derivativos verbais.
    Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é
    pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de
    mendicar é mendicante…

    Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente.
    Aquele que é: o ente.
    Aquele que tem entidade.
    Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a
    ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os
    sufixos ante, ente ou inte.

    Portanto, à pessoa que preside é “PRESIDENTE”, e não “Presidenta”,
    independentemente do gênero, masculino ou feminino.

    Se diz capela ardente, e não capela “ardenta”; se diz estudante, e não
    “estudanta”; se diz adolescente, e não “adolescenta”; se diz paciente,
    e não “pacienta”.

    Um exemplo (negativo) seria:
    “A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco
    pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomead a
    representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela
    ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas
    atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre
    português, só para ficar contenta. “

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*