• Visualizações 740

Eleições 2010: Na ACI, Fogaça defende modelo baseado na qualidade e produtividade

Durante reunião-almoço, candidato ao governo do Estado fez avaliação histórica e deu exemplos a partir de sua experiência como prefeito do Porto Alegre.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O candidato ao governo do Rio Grande do Sul, José Fogaça, palestrou na quinta-feira, dia 12, durante o Prato Principal promovido pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha.

Leia Mais

Yeda apresenta ações do governo durante Prato Principal na ACI

Tarso Genro fala sobre seu plano de governo para o Rio Grande do Sul

Filho de proprietário de uma farmácia que funcionou em Porto Alegre durante 30 anos, o palestrante elogiou as empresas associadas aniversariantes, que foram homenageadas durante a reunião-almoço. “É imprescindível comemorar, pois se vive num cenário em que a luta das empresas é diária”, enfatizou ele.

Tendo como tema os “Planos de Governo para o Estado do RS”, a palestra contou com uma avaliação histórica de Fogaça sobre os últimos 40 anos de administração no Estado. “No Governo Triches (Euclides), na década de 70, foram aplicados 29,7% de investimentos em obras e serviços no Estado e, de lá para cá, este índice somente decaiu”, salientou ele, relatando números referentes a 2007, 2008 e 2009, tendo um incremento durante 2010.

“Temos que reconhecer o mérito de todos os governos do RS, pois sabemos que grandes investimentos levam tempo para serem negociados e um governo acaba colhendo os frutos do anterior e assim tem sido. Mas, ainda não alcançamos o equilíbrio fiscal. É uma conquista ainda a ser feita”, afirmou Fogaça, complementando que o governador que assumir em 1º de janeiro do próximo ano, terá que conduzir com total austeridade as finanças públicas.

O palestrante se utilizou de exemplos realizados em Porto Alegre, como prefeito, para manifestar que problemas têm solução. “Implantamos um modelo de gestão pública baseado na qualidade e produtividade, visando a atingir as metas, que deu certo”, observou ele, citando a aplicação de 500 milhões de reais no programa de saneamento básico da capital gaúcha. “Nosso Guaíba nunca mais será potável, mas será balneável”, considera ele.

Obras

José Fogaça também falou sobre as inúmeras obras que atualmente estão em andamento no Estado e se comprometeu, junto ao empresariado da região do Vale do Sinos presente na reunião-almoço, a dar continuidade na conclusão de todas.

“São obras demandadas pelas comunidades há muito tempo. Não são obras de um governo só e elas são escolhidas pelas populações, portanto são obras de todos”, referindo-se a vários exemplos, com a Avenida dos Municípios, em Novo Hamburgo, e a RS 118, na divisa entre Sapucaia do Sul e Esteio.

O palestrante também mostrou-se otimista na proposta da construção de um aeroporto regional no Vale do Sinos e ainda se comprometeu a dar seguimento à parceria com a ACI, no investimento dos estandes coletivos do setor coureiro-calçadista nas feiras Francal e Couromoda, ambas realizadas em São Paulo.
Informações de De Zotti – Assessoria de Imprensa

FOTO: divulgação / Fábio Winter

Compartilhar

Eleições 2010: Empate entre eleitores gaúchos faz Dilma reforçar campanha no Estado

Avançar »

Governo Lula conta com mais de 21 mil cargos de confiança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*