Vereadores confirmam extinção do plano de carreira do funcionalismo público municipal

Por oito votos a cinco, Câmara Municipal de Novo Hamburgo aprovou projetos do Executivo em segundo turno. Clima foi tenso e servidores voltaram a protestar com veemência.

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org

A partir de dezembro de 2009, quem for nomeado funcionário público em Novo Hamburgo não terá mais os benefícios dos atuais servidores.

Nesta quinta-feira, dia 05, a Câmara Municipal aprovou em segundo turno as propostas da Prefeitura que extinguem o plano de carreira do funcionalismo. Agora, os projetos de lei de número 99, 100 e 101 seguem para sanção do prefeito Tarcísio Zimmermann (PT). A administração municipal tem até 12 meses para apresentar o novo regimento do vínculo de trabalho dos funcionários públicos. O governo alega que a alteração era inevitável para a manutenção das finanças públicas.

Leia Mais

Estudantes prejudicados pela paralisação dos professores terão que recuperar dia letivo

Greve à vista: vereadores aprovam extinção do plano de carreira do funcionalismo hamburguense

Plano de Carreira: divergência entre funcionalismo e governo hamburguense pode acabar em greve

Engana-se quem pensa que a votação foi mais tranqüila do que no primeiro turno. A exemplo do que ocorrera na última terça-feira, dia 03, servidores e professores municipais lotaram as galerias do Legislativo. Exigiam a retirada dos projetos para que fossem discutidos com a categoria. Em vão. No final, o placar foi de oito votos favoráveis e cinco contrários à extinção e os protestos se intensificaram. Ovos foram atirados em direção ao plenário. Um deles acertou funcionários da Câmara e outro o vereador Ricardo Ritter (PDT).

PLACAR

placar_segundo_turno

*Suplente que ocupava a vaga do titular Raul Cassel (PMDB), licenciado

OBS. O presidente Antônio Lucas (PDT) só vota em caso de empate

MANIFESTAÇÕES

plano_portaoDesde as primeiras horas da tarde, centenas de servidores se reuniam em frente à Câmara Municipal para reivindicar a retirada ou a rejeição dos projetos. Na tentativa de evitar confusões, a direção da Casa decidiu impedir a entrada de manifestantes sem identificação e revista prévias. Guardas Municipais faziam o controle e apenas servidores públicos municipais eram autorizados a entrar.

O procedimento gerou revolta. De um caminhão de som, militantes do movimento sindical prometiam procurar os Direitos Humanos. “Vamos denunciar o que aconteceu hoje aqui. Isso é uma vergonha”, disse Neiva Barbosa, do Sindicato dos Sapateiros. “Defendemos todos os trabalhadores, não só os sapateiros”, justificava a sindicalista. O Sindicato dos Professores Municipais, da presidente Luciana Martins (na foto dialogando com o segurança da Câmara), decidiu em assembléia pelo fim da greve iniciada na terça-feira.

COMO FICA

Os projetos determinam que até 30 de novembro de 2009, todos os cargos de provimento efetivo que forem preenchidos e suas respectivas vagas se tornarão excedentes. Serão extintos quando ficarem vagos. Os servidores nomeados com base nas leis municipais 181/1991, 333/2000 e 334/2000, passam a integrar o chamado quadro permanente especial.

Os servidores efetivos do Hospital Municipal, admitidos com base nas leis municipais 333/2000 e 1980/2009, também integrarão o mesmo quadro. Serão declarados excedentes. Os efetivos da Comusa – Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo, igualmente. Ficam extintos em 30 de novembro de 2009 os prazos de validade dos concursos públicos em curso, realizados de acordo com a Lei Municipal 333/2000. Os servidores efetivos nomeados a partir de 1º de dezembro deste ano serão regulados pelos planos de carreira que serão instituídos por lei específica.

Com informações da Imprensa da Câmara Municipal de Novo Hamburgo

FOTOS: Maíra Kiefer / AI-CMNH

Compartilhar

Estudantes prejudicados pela paralisação dos professores terão que recuperar dia letivo

Avançar »

Plano de carreira extinto: “Tarcísio fará o que tiver que fazer”, diz diretor de Relações Institucionais da Prefeitura

3 comentários

  1. LUIS FERNANDO DA ROCHA
    5 de novembro de 2009

    TRAIÇÃO COM OS TRABALHADORES! ISTO É O QUE REALMENTE É O PT E SEUS ALIADOS. ESTE IMBECIL QUE HOJE É PREFEITO, UM ALIENÍGENA (CARA DE ET), QUE NUNCA SE PREOCUPOU COM NOVO HAMBURGO, UM FORASTEIRO QUE VEIO LÁ DO INFERNO. E DIZER QUE O PT SERIA A DEFESA DOS TRABALHADORES. QUE VERGONHA, SÓ DEFENDEM OS BURGUESES E NADA MAIS. SE ELE TEM DIPLOMA DE SOCIÓLOGO, GANHOU DE ESCOLA PÚBLICA. QUERIA SABER SE ELE TEM IDÉIA DO QUE É TRABALHAR. AH, ISTO ELE DEVERÁ TER DIFICULDADE DE ATÉ IMAGINAR O QUE É REALMENTE TRABALHAR. QUE NEM O SEU PATRÃO LÁ DE BRASÍLIA, NÃO VALE O PAPEL HIGIÊNICO QUE USA. AOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CONCURSADOS, COM TODA A LEGITIMIDADE QUE POSSUEM, RESTARÁ A VIA JURÍDICA. SÓ DE PENSAR QUE O IMBECIL, O INÚTIL DO “ET” AINDA TERÁ 03 ANOS PARA PASSAR A MÃO NAS FINANÇAS PÚBLICAS, CHEGA A DAR ARREPIO. NOVO HAMBURGO LEVARÁ TEMPO PARA SAIR DO ABISMO QUE ENTROU. MAS O TEMPO PASSA E OS ERROS PRESENTES SERÃO LEMBRADOS NUM FUTURO MUITO PRÓXIMO! PT NUNCA MAIS! PIOR DO QUE OS OUTROS PARTIDOS, SÓ O PT E SEUS ALIADOS!

    Responder
  2. Servidora pública indignada
    5 de novembro de 2009

    Pois é COMPANHEIROS mais uma vergonha para o PARTIDO DOS TRABALHADORES.Estes vereadores e prefeito não honram o partido que fazem parte,muito me admira eles que até uns meses atrás estavam sempre no inicio do ano letivo nos portões da FENAC distribuindo sorrisos e santinhos para as professoras implorando por votos.Como as coisas mudam hem senhor prefeito!!!!Mas com certeza o voto das professoras e funcionários publicos nunca mais será seu e daquela corja de vereadores que também votaram a favor.FORA CORJA!!!!

    Responder
  3. vilmar
    6 de novembro de 2009

    que vergonha estou passando agora ois na campanha eu defendia esse prefeito que ai esta e votei nele agora so para lembra os projetos dele,aumento das passagem do dia pra noite ,aumento da faixa nobre,e agora essa do plano de carreira,que vergonha!! mas ele voutou contra o salario dos aposentados em brasilia e veio mentindo que não e infelizmente nós caimos nesse bla bla bla eu fico muito arrependido e peço desculpa ao povo de nh principalmente aqueles em que eu fui na casa para pedir o voto e dizer que esse sujeito seria um bom prefeito por isso vamos pensar bem nas proximas eleições pois no estado eles estão dizendo que são contra a proposta d yeda mas se la não pode por que que aqui pode são dois peso e duas medidas quidado com o que dizem e oque fazem foras mentiroso e que o povo lembrem dos vereadores que votaram a favor dos projetos e nuca mais votem nesses treaidores.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*