• Visualizações 559

“12 anos de Escravidão” fará parte de grade curricular em escolas nos EUA

Diretor Steve McQueen não escondeu a emoção de ver seu filme ser lecionado para os estudantes americanos. “Sou muito grato ao Montel Williams e a National School Boards Association por fazer este sonho se tornar realidade”.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter) 

O longa 12 Anos de Escravidão vem ganhando os principais prêmios da temporada. Entre eles, o Globo de Ouro de Melhor Filme de Drama e o BAFTA de Melhor Filme, e está entre os favoritos para levar a estatueta principal do Oscar 2014, que ocorre no próximo domingo, dia 02.

A nova conquista do filme de Steven McQueen, agora, é a sua presença nas salas de aulas das escolas públicas dos Estados Unidos, segundo comunicado da National School Boards Association (Associação Nacional de Conselhos Escolares, em tradução livre).

“12 Anos de Escravidão” é um dos filmes mais impactantes dos últimos tempos e eu me sinto honrado em poder maximizar seu potencial educativo. Quando Hollywood faz seu melhor, o poder dos filmes pode ser aproveitado como uma poderosa ferramenta educativa. Este filme destaca exclusivamente um período vergonhoso na história americana e vai evocar nos alunos o desejo de não repetir os males do passado, enquanto inspira o desejo de sonhar com um futuro melhor e mais brilhante”, afirmou o ator e apresentador de TV Montel Williams, coordenador do projeto.

O diretor Steve McQueen não escondeu a emoção de ver o seu filme ser lecionado para os estudantes americanos.”Sou muito grato ao Montel Williams e a National School Boards Association por fazer este sonho se tornar realidade”, afirmou o cineasta.

“12 Anos de Escravidão” conta a história verídica de Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), um negro livre que leva uma vida normal com sua família no Norte dos Estados Unidos, na primeira metade do século 19. Após ser enganado, é sequestrado e vendido como escravo para o Sul do país que ainda vivia sob leis escravistas. Solomon vai parar em uma fazenda onde é obrigado a viver uma rotina de humilhações, trabalhos forçados e sofre tudo que é tipo de abusos.

Informações de cp

FOTO: reprodução / uol

Compartilhar

Embaixador dos Estados Unidos pode ser expulso do Suriname

Avançar »

Papa Francisco pede que não haja condenação a casais separados, em missa diária no Vaticano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*