• Visualizações 749

Polícia britânica prende dois suspeitos em avião vindo do Paquistão

Dupla teria colocado “em perigo” avião de passageiros que ia a Manchester. Incidente ocorre dois dias após ato terrorista que matou soldado em Londres.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Duas pessoas foram presas após “colocarem em risco” um avião de passageiros vindo de Lahore, no Paquistão, em direção a Manchester, na Inglaterra, informou nesta sexta-feira, dia 24, a polícia britânica.

O voo foi desviado após um “incidente” a bordo e pousou com segurança no aeroporto de Stansted, na região de Londres, onde ocorreram as prisões. O avião foi escoltado por caças britânicos até o pouso. Segundo a polícia de Essex, responsável pela área do aeroporto, os dois homens foram removidos do avião. O incidente está sendo tratado como “criminal”, e não “terrorista”, segundo a polícia.

De acordo com os responsáveis pelo aeroporto, nenhum passageiro ficou ferido – eles começaram a deixar a aeronave após a prisão dos dois suspeitos. A aeronave ficou numa área isolada do aeroporto de Stansted, que opera normalmente, segundo sua administração.

O voo em questão é o PK709, da companhia Pakistani International Airlines, e teria 297 pessoas a bordo, segundo o Ministério da Defesa britânico. Ele tinha pouso programado para 12h30min GMT (9h30min de Brasília).

O porta-voz da companhia aérea, Mashood Tajwar, disse à CNN que o voo estava a 20 minutos do aeroporto de Manchester e se preparava para pousar quando os controlares de voo receberam relatos de uma “ameaça terrorista”. O avião foi então desviado para Stansted, onde pousou. O porta-voz afirmou que a ameaça pode ter sido falsa.

“Ameaça terrorista”

O porta-voz afirmou que a companhia ainda não foi procurada pela polícia para confirmar se houve não uma ameaça terrorista.

Segundo um alto oficial da companhia aérea, a confusão foi causada por um passageiro indisciplinado. “Ele estava causando distúrbios no avião e ameaçando outros passageiros e os funcionários”, afirmou o funcionário à CNN.

O incidente de segurança ocorre dois dias após a morte de um soldado em Londres, em um caso que as autoridades estão tratando como um ato terrorista.

Uma fonte de segurança britânica ouvida pela agência Reuters afirmou que, segundo os primeiros dados, o avião paquistanês não seria alvo de um atentado. Segundo o canal de televisão Sky, o incidente não está relacionado com terrorismo. Um passageiro que estava a bordo de um avião disse que a tripulação recebeu ameaças durante o voo.

“Nós pousamos com segurança e depois ele (o piloto) anunciou que eles receberam algum tipo de ameaça de alguém, e que foi por isso que ele pousou o avião”, disse à TV BBC um passageiro, identificado como Munsif. Ele afirmou que estava sentado na frente do avião, mas que o acidente ocorreu na parte de trás.

Informações de Portal G1

FOTO: divulgação / portal G1

Compartilhar

Autoridades da Rússia bloqueiam principal rede social do país “por engano”

Avançar »

Protestos contra casamento gay terminam em confusão na França

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*