• Visualizações 860

EUA anunciam suspender a deportação de alguns jovens ilegais

Mudança de política, que entra em vigor imediatamente, significa que estes jovens poderão beneficiar-se de uma prorrogação de dois anos nos trâmites de deportação.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A administração Obama anunciou nesta sexta-feira, dia 15, que vai relaxar as regras de deportação para jovens estrangeiros que vieram para os Estados Unidos ilegalmente com seus pais.

A secretária de Segurança Interna, Janet Napolitano, disse em um comunicado que pessoas com até 30 anos de idade, que vieram aos EUA ainda menores, e que não representem risco à segurança nacional são aptas a ficar no país e pedir vistos de trabalho.

A mudança de política, que entra em vigor imediatamente, significa que estes jovens poderão beneficiar-se de uma prorrogação de dois anos nos trâmites de deportação. Não se trata de uma anistia, os imigrantes ilegais que poderiam beneficiar-se com estas mudanças devem provar que entraram no país quando tinham menos de 16 anos de idade, que residiram no país durante pelo menos cinco anos antes deste anúncio e que se encontram nos EUA nesta data.

A lista de requisitos inclui que os jovens estejam matriculados agora na escola, tenham se formado no ensino médio ou tenham obtido um diploma equivalente, ou sejam veteranos que tenham recebido baixa honorável das Forças Armadas. Além disso, devem ter um histórico que não inclua condenações por delitos graves ou repetidos, e que indiquem que não apresentam algum outro tipo de ameaça para a segurança nacional.

A mudança ocorre durante a campanha eleitoral, em que o presidente Barack Obama tenta a reeleição contra o republicano Mitt Romney, e pode influenciar o eleitorado hispânico, considerado decisivo. Muitas tentativas para legalizar a situação dos jovens ilegais que chegaram aos Estados Unidos de forma involuntária.

Sob a presidência de Obama, foi deportado um número recorde, mais de um milhão nos último três anos. Obama apoia a reforma da imigração, mas foi incapaz de conseguir apoio parlamentar para implementá-la.Durante as prévias republicanas, seu rival Romney vem se posicionando fortemente contra a imigração ilegal.

Informações de G1

FOTO: reprodução / AFP

Compartilhar

Conselho Militar pode assumir poder no Egito após Parlamento ser dissolvido

Avançar »

Onda de violência na Nigéria deixa mais de 50 pessoas mortas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*