• Visualizações 428

Oposição síria acusa regime de nova execução de civis em Qusair

Várias regiões da cidade de Qusair, perto de Homs, são alvos de incessantes bombardeios das forças do regime. No posto de controle onde  trabalhadores morreram pessoas são torturadas com frequência.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

As forças militares da Síria executaram 12 civis que voltavam para casa depois de trabalhar em uma fábrica de Qusair, no centro do país, informaram militantes nesta sexta-feira, dia 1° à France Presse.

“Os trabalhadores se encontravam em um ônibus que precisou parar em um posto de controle nos arredores de Qusair”, disse Salim Kabani, do Comitê de Coordenação Local, que organiza os protestos, nesta quinta-feira dia 31.

Foram executadas de maneira sumária, explicou. “As forças do regime amarraram suas mãos atrás das costas e atiraram neles”, completou. As execuções sumárias se tornaram frequentes na cidade de Qusair, bastião da rebelião, segundo Salim Kabani. “O posto de controle onde os trabalhadores morreram é perigoso, e ali as pessoas são torturadas com frequência”, disse.

Várias regiões da cidade de Qusair, perto de Homs, são alvos de incessantes bombardeios das forças do regime, segundo Kabani, que informou sobre muitos feridos. “Tememos que muitos deles vão morrer, mas não temos material médico necessário para atendê-los”, explicou.

Ao confirmar estas mortes, o chefe do Observatório Sírio de Direitos Humanos – OSDH, Rami Abdel Rahman, contactado por telefone pela AFP, convocou os observadores da ONU mobilizados na Síria a viajar a Qusair para investigar este incidente.

Informações de Agência Brasil

FOTO: ilustrativa / noticias

Compartilhar

Conselho de Direitos Humanos da ONU recomenda fim da Polícia Militar no Brasil

Avançar »

Avião com 153 pessoas cai na Nigéria sem deixar sobreviventes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*