• Visualizações 538

Governo do Irã expulsa diplomata acusado de abuso sexual no Brasil

Funcionário foi acusado pela polícia em abril de ter abusado de quatro meninas, assim foi concluído que seu comportamento era contrário ao regulamento e à conduta profissional.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Um diplomata foi expulso do Ministério de Relações Exteriores do Irã após uma investigação sobre acusações de abusos sexuais no Brasil, indicou nesta segunda-feira, dia 21, o governo do país persa em um comunicado.

O funcionário foi acusado pela polícia em abril de ter abusado de quatro meninas, entre 9 e 15 anos, em um clube de Brasília. Pelo Código Penal, o ato é qualificado como estupro.

“Após uma investigação sobre as infrações do funcionário da embaixada da República Islâmica no Brasil, foi concluído que seu comportamento era contrário ao regulamento administrativo e à conduta profissional e islâmica”, afirmou o texto.

“Por esse motivo, foi condenado à expulsão do Ministério de Relações Exteriores”, acrescentou o comunicado. O diplomata, que se estava em Brasília, teve que ir ao Irã durante a investigação.

Segundo relato dos pais, ele tocava as partes íntimas das garotas enquanto mergulhava na piscina. Avisados, eles tentaram agredi-lo. Em depoimento, o diplomata negou as acusações. A embaixada do Irã em Brasília afirmou que o assunto foi apenas “um mal entendido devido às diferenças culturais de comportamento”.

Uma semana após o incidente, o Itamaraty pediu ao país persa que o representante fosse retirado do Brasil sob pena.

Informações de Folha.com

FOTO: ilustrativa / português

Compartilhar

Sobe número de mortos em ataque suicida na capital do Iêmen

Avançar »

No Egito, eleitores vão às urnas escolher futuro presidente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*