• Visualizações 1782

Haiti deve se preparar para mais terremotos, avisam cientistas

Boletim da Sociedade Sismológica da América aponta que Ilha de Hispaniola vive períodos de terremotos e fases de calmaria.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Dois anos após o terremoto que devastou o Haiti, o país deve se preparar para mais desastres. É o que informam cientistas dos Estados Unidos, baseados no Boletim da Sociedade Sismológica da América.

De acordo com as análises, o terremoto de 12 de janeiro de 2010 marca o início de um novo ciclo de fortes tremores na região. Registros históricos mostram que a Ilha de Hispaniola – que é dividida entre o Haiti e a República Dominicana – vive períodos de grandes terremotos e fases duradouras de calmaria.

No terremoto de janeiro de 2010, cerca de 220 mil pessoas morreram no Haiti. O país ficou destruído e até hoje as consequências estão presentes no cotidiano dos haitianos. O governo do presidente Michel Martelly apela à comunidade internacional para manter o apoio financeiro à região. Do contrário, dizem os haitianos, é impossível reconstruir o país.

A presidente Dilma Rousseff viajará para o Haiti na próxima quarta-feira, dia 1° de fevereiro. No que depender do Brasil, o apoio aos haitianos será ampliado. A ideia é intensificar as parcerias em vários setores – tecnológico, agrícola e energia.

Informações de Imprensa PMNH

FOTO: Mario Tama / Getty Images

Compartilhar

Polícia francesa prende fundador da PIP, fabricante de próteses de silicone

Avançar »

Quarto terremoto do mês no Peru afeta 712 pessoas e deixa 491 feridas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*