Jovens protestam contra governo liderado por Mario Monti na Itália

Os estudantes italianos realizaram protesto contra ao “governo dos banqueiros” e ainda confrontaram a polícia jogando fogos de artifício em autoridades.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Nesta quinta-feira, dia 17, milhares de italianos protestaram contra o “governo dos banqueiros” em ruas de várias cidades. Mario Monti, economista e novo líder do governo, também preside a Universidade Bocconi, que é um símbolo de seu governo formando por tecnocratas, o qual deve enfrentar a crise da dívida da Itália.

Por conta disso, estudantes na capital financeira, em Milão, tentavam se aproximar da universidade, mas foram impedidos por policiais. Com isso, os protestantes jogaram fogos de artifícios contra a polícia durante confronto (foto) em que a polícia apenas reagiu com cassetetes. Além disso, os jovens arremessaram ovos e notas de dólar falsas no prédio da Associação Bancária Italiana.

O novo governo, liderado pelo primeiro-ministro Monti, foi empossado nesta quarta-feira, dia 16. Nesta quinta-feira, antes das 17h30min no horário de Brasília, o primeiro-ministro deve apresentar medidas a serem tomadas na Câmara Alta do Parlamento. Às 17h30min deve ser feito o voto de confiança.

Em seu primeiro discurso ao Parlamento, Monti afirmou que o país enfrenta uma emergência séria que influenciará no futuro da União Europeia. Portanto, ele contou quais seriam os três pilares da política de seu governo: o rigor orçamental, crescimento econômico e justiça social. Apesar disso, os estudantes italianos são contra seu governo e gritavam “o governo Monti não é a solução” durante seu protesto.

Protestos em outras cidades italianas também aconteceram

Cidades como Turim, Roma, Palermo e Bari também se manifestaram contra o governo do economista. O alvo dessas cidades, com isso, foram as universidades em que alguns dos ministros de Monti costumam dar aula, agências bancárias e repartições fiscais. O gabinete formado por Monti é composto por especialistas acadêmicos e administrados experientes.

Então, por isso, milhares de manifestantes saíram as ruas de Turim a fim de se aproximar da sede local do Banco da Itália. Durante o protesto, os gritos de ordem eram “cheiro de austeridade” e “Monti vai transformar nós todos em mendigos”. Segundo a Polícia, várias pessoas ficaram feridas nos confrontos, incluindo policiais.

Informações de Portal G1

FOTO: Luca Bruno / AP

Compartilhar

Participantes do movimento “Ocupem Wall Street”, expulsos de parque, prometem novos protestos

Avançar »

Agência internacional elogia política fiscal do governo brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*