Fórmula 1: Hamilton vence na Alemanha

Inglês brigou a corrida toda com Alonso e Webber, mas nas últimas voltas trocou pneus antes dos rivais e assumiu a ponta.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O GP da Alemanha foi atípico! Em um domingo nublado e frio, em pleno verão europeu, e com Sebastian Vettel largando fora da primeira fila, depois de 13 corridas ocupando uma das duas primeiras posições de largada, a corrida de Nürburgring teve um roteiro diferente, das demais, na temporada 2011 da Fórmula 1.

Para piorar a situação de Vettel, o alemão perdeu a terceira posição para Fernando Alonso logo na largada. Felipe Massa também tentou ultrapassar o Alemão, mas acabou encaixotado atrás de Vettel e acabou perdendo a quarta colocação para Nico Rosberg.

Na frente, Lewis Hamilton largou melhor e tomou a primeira colocação de Mark Weeber. Mas em uma freada na chicane, Hamilton errou e viu Webber retomar a liderança. Porém, o inglês não desistiu, acelerou e passou pela direita, assumindo novamente a ponta. Alonso acompanhava tudo de pertinho, só esperando por um toque.

Na 18ª volta, Barrichello, com um vazamento de óleo no motor de sua Williams, precisou abandonar a prova, após ordens de sua equipe

Na metade da prova, Mark Webber foi pela segunda vez aos boxes. A RBR demorou um pouco mais, e o australiano acabou perdendo a liderança para Hamilton, que também fez sua segunda parada. Em duelo sensacional, Alonso chegou a assumir a ponta depois de voltar dos boxes, mas, com os pneus frios, não resistiu à pressão de Hamilton e foi ultrapassado.

Enquanto isso, Vettel tirou a diferença para Massa, que foi prejudicado pela demora da Ferrari em sua segunda parada nos boxes. O líder do campeonato, então, passou a pressionar o brasileiro, que, mesmo com os pneus frios, conseguiu segurar a quarta posição.

A 8 voltas do fim, Hamilton foi para os boxes e foi o primeiro a usar pneus duros. Com a parada do inglês, Alonso foi para ponta. O espanhol conseguiu segurar até a 54ª volta e também foi para os boxes. No retorno, no entanto, Hamilton foi mais rápido e conseguiu recuperar a liderança. Para não sair mais.

Mas a emoção no GP não terminou ai, pois Felipe Massa e Sebastian Vettel deixaram a troca obrigatória por pneus duros para a última volta. Os dois entraram colados nos boxes, com Massa na frente, mas novamente a lentidão da Ferrari prejudicou o brasileiro, que viu o líder do Mundial vencer a briga na reta final e chegar em quarto, deixando Massa em quinto.

Depois da corrida, Massa lamentou a sua largada e foi comedido ao reclamar de seus mecânicos.

“Foi uma corrida muito difícil. O mais difícil foi a largada. Eu larguei muito bem, mas acabei tomando uma espremida na primeira curva. Depois, lógico, a corrida foi muito boa. Pena pelo que aconteceu no final”, disse Massa, em entrevista à TV Globo após o GP.

Agora o circo da Fórmula 1 volta a se encontrar no próximo domingo, 31, para o GP da Hungria, em Budapeste.

Confira a classificação final do GP da Alemanha

1. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m34s872
2. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1m34s626
3. Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m34s468
4. Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1m51s983
5. Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1m56s594
6. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – 1m37s616
7. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1m39s290
8. Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – 1m37s688
9. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – 1m37s426
10. Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) – 1m37s295
11. Sergio Pérez (MEX/Sauber) – 1m37s898
12. Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – 1m37s415
13. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – 1m37s502
14. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) – 1m38s357
15. Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – 1m37s900
16. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) – 1m41s346
17. Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) – 1m39s982
18. Jerome D’Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth – 1m39s787
19. Daniel Ricciardo (AUS/Hispania-Cosworth) – 1m40s489
20. Karun Chandhok (IND/Lotus-Renault) – 1m40s435

Abandonaram:
Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) – parou na volta 44
Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – parou na volta 36
Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – parou na volta 18
Nick Heidfeld (ALE/Renault-Lotus) – parou na volta 11

FOTO: Ag. AP

Compartilhar

Fórmula 1: Na casa de Vettel, Mark Webber larga na frente

Avançar »

Número de mortos em ataque na Noruega sobe para 93

2 comentários

  1. LAIR
    24 de julho de 2011

    GOSTARIA QUE O ALONSO FOSSE CANPEAO MUNDIAL

    Responder
  2. 25 de julho de 2011

    eu queria que hamilton fosse cãopeão

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*