Facebook lança ferramenta e site para combater o cyberbullying

Recurso tem como objetivo notificar conteúdo difamatório e site dá sugestões de como a rede social deve ser utilizada.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Facebook apresentou nesta terça-feira, dia 19, duas medidas para melhorar o acesso, sobretudo, no que diz respeito à privacidade de usuários na rede social.

São elas: o Family Safety Center (site com dicas de segurança voltado à família) e a Social Reporting Tool (ferramenta de notificação social). Ambos os recursos têm como objetivo a educação dos usuários e como eles devem reagir em situações de bullying.

O bullying pode ser definido como qualquer forma de intimidação psicológica ou física. Esse tipo de ofensa ocorre tanto na vida corrente (ambiente de trabalho ou escola) como no mundo virtual – nesse caso, há um nome específico: cyberbullying.

A Social Reporting Tool (ferramenta de notificação social, em tradução livre) servirá para que pessoas possam notificar outras quando elas vêem algo na rede que não gostem. O alvo do assédio terá a opção de enviar uma mensagem privada para a pessoa que postou o conteúdo difamatório.

Por exemplo: alguém postou uma foto difamatória sua. O usuário ofendido poderá clicar em “Denunciar esta foto”. Após isso, a rede fará algumas perguntas e ele poderá informar se ele se sente ofendido com o conteúdo. Nesse processo, a pessoa pode enviar uma mensagem diretamente para o agressor e pedir para que ela remova a imagem.

O usuário lesado ainda terá a opção de incluir alguém de sua confiança (professor ou parente) na conversa como contato. A idéia é que essa opção seja utilizada em situações de bullying com crianças.

INCENTIVO – “Psicólogos especialistas no assunto nos disseram que a vida online das crianças é um reflexo do que acontece offline. Encorajando as pessoas a procurarem a ajuda dos seus amigos, nós esperamos que estas situações sejam resolvidas cara a cara”, informa o blog do Facebook.

Todo em inglês, o Family Safety Center traz sugestões de como pais, professores e os jovens que utilizam a rede devem se comportar. No caso específico de educadores (pais e professores) há até dicas de como abordar o assunto da privacidade com as crianças e adolescentes.

Informações de portal UOL

FOTO: ilustrativa

Compartilhar

Homem mais velho do mundo faz aniversário de 114 anos

Avançar »

Entrada no raio de 20 quilômetros ao redor da usina de Fukushima está legalmente proibida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*