• Visualizações 1431

Final feliz: Chile conclui resgate dos 33 mineiros soterrados

Último trabalhador foi içado da mina às 21h55min desta quarta: Luis Urzúa Iribarren, 54 anos. Operação inédita na história da mineração é considerada sucesso.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Após quase 23 horas de trabalho, o governo do Chile concluiu o resgate de todos os 33 mineiros que estavam soterrados desde 05 de agosto de 2010.

Leia Mais

Drama no Chile: Resgate deve terminar na madrugada desta quinta-feira, diz ministro da Saúde

Durante 69 dias, a Mina San José, em Copiapó, no norte do país, de onde os trabalhadores extraíram cobre, concentrou as atenções do mundo. Uma novela cujos protagonistas estavam a uma profundidade de quase 700 metros. A operação de resgate, sem precedentes na história da mineração, foi concluída sem nenhum incidente.

O resgate começou às 23h18min de terça-feira, dia 12, com a descida ao refúgio do socorrista Manuel González Pavez, e terminou às 21h55min desta quarta, 13, com a saída de Luis Urzúa Iribarren, de 54 anos, último mineiro resgatado, líder do grupo. Com a chegada da cápsula à superfície, uma sirene tocou por alguns segundos e foi feito um anúncio formal de que todos haviam sido resgatados, em perfeitas condições de saúde.

A previsão inicial era de que a operação pudesse durar até 48 horas, mas o prazo foi revisto e o presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou que terminaria ainda nesta quarta. O processo de descida e subida da cápsula de resgate, programado para durar cerca de uma hora por mineiro, levou menos de 30 minutos no final do dia.

Um a um, os resgatados foram atendidos por médicos que avaliaram as condições gerais de saúde. Pelo menos 22 deles já foram transferidos de helicóptero ao hospital da cidade de Copiapó. A maioria estava com a saúde perfeita. Apenas um precisou ser internado por apresentar um quadro de pneumonia aguda.

FIM DA OPERAÇÃO – Para que as operações sejam concluídas oficialmente, resta agora que os socorristas que desceram até a mina para atender os trabalhadores sejam içados. De acordo com o ministro da Saúde chileno, Carlos Mañalich, isso deve ocorrer já nas primeiras horas da madrugada desta quinta-feira, 14.

Esperança é a última que morre

Se a esperança é a última que morre, o espaço que abrigava familiares e equipes de resgate foi assim nomeado: Acampamento Esperança. De longe, a emoção era grande. Foi a sensação que teve a equipe do Portal novohamburgo.org que trabalhava na cobertura. Imagine na mina…

A cada mineiro que chegava à superfície, desde o início dos trabalhos, todo o mundo comemorava, acompanhando pela televisão e pela Internet. Os trabalhadores, sempre emocionados, passavam por uma bateria de exames médicos.

As quase 24 horas de resgate foram marcadas por muitos momentos emocionantes e curiosos. O segundo mineiro a ser resgatado, o eletricista Mario Sepúlvera, distribuiu pedras ao presidente Piñera e ao ministro da Mineração, Laurence Golborne.

O 21º, o enfermeiro Yonni Barrios Rojas, foi recebido por sua amante, após uma disputa de triângulo amoroso com sua esposa. O ex-jogador de futebol Franklin Lobos recebeu de presente uma bola ao ser retirado, tentou fazer embaixadinhas, mas se atrapalhou.

Primeiro trabalhador a deixar a mina, Florencio Ávalos, chegou à 0h11min de quarta, com os óculos especiais para evitar o choque da luz, e foi recebido com festa pela mulher, Monica, pelo filho de sete anos, Byron, que chorou muito, pela equipe de resgate e por autoridades.

Com informações de Portal G1

FOTOS: Agência EFE

Compartilhar

Drama no Chile: Resgate deve terminar na madrugada desta quinta-feira, diz ministro da Saúde

Avançar »

Final feliz no Chile: Líder dos mineiros conta detalhes do confinamento

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo
home_central_vertical