• Visualizações 765

Kofi Annan define invasão ao Iraque como “uma decisão ruim”

Segundo o ex-secretário-geral da ONU, a invasão “fez com que o Iraque retrocedesse duas décadas” e que ainda levará tempo para que o país se estabilize.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan afirmou que a invasão ao Iraque, liderada em 2003 por Estados Unidos e Grã-Bretanha, foi uma decisão ruim e que não trouxe nenhum resultado positivo.

“Sete anos depois, valeu a pena?”, perguntou a 10.000 jovens reunidos no Auditório Nacional da capital mexicana onde participava de uma conferência na noite de terça-feira, dia 07. “Há alguns que dizem que contribuíram com o Iraque, eu não vejo isto”, respondeu em seguida.

Para Kofi Annan, a invasão “fez com que o Iraque retrocedesse duas décadas” e levará muito tempo para que o país se estabilize. Ele discursou para jovens formandos da fundação Slim, em evento ao qual assistiram, ainda, o jornalista americano Larry King e o cineasta James Cameron.

No fim de agosto, o presidente americano, Barack Obama, anunciou o fim das operações de combate dos Estados Unidos no Iraque, após o envio de mais de um milhão de militares ao país árabe, desde sua invasão, em março de 2003.

Informações de Veja

FOTO: Ricardo Stuckert/ABr

Compartilhar

British Petroleum divide culpa pelo desastre ambiental com outras empresas

Avançar »

Brasil é o 76º país mais generoso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*