• Visualizações 4577

Libertadores 2010: Ufa! Inter vence Cerro e assume liderança do Grupo 5

Vitória por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Beira-Rio, garante também fôlego ao técnico uruguaio Jorge Fossati. Decisão agora é pelo Campeonato Gaúcho contra o Universidade.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Ufa! Enfim, o Inter venceu. E na hora que mais importava, pela Libertadores 2010. Já eram jogos consecutivos de resultados negativos.

Leia Mais

Libertadores 2010: Em “casa”, Inter não sai do 0 a 0 com o Cerro do Uruguai

Jogando no Estádio Beira-Rio, os colorados abriram o returno com vitória sobre o Cerro do Uruguai: 2 a 0. Espantaram a crise e, de quebra, assumiram a liderança da Chave 5, antes ocupada justamente pelos uruguaios. O resultado mantém o técnico Jorge Fossati (aliviado) e devolve a tranqüilidade ao ambiente.

Tranqüilidade que pode estar com os dias contados. Basta que o Inter não vença o Universidade, no próximo domingo, 04 de abril, em casa, para a cobrança voltar com força máxima. Trata-se da última rodada do segundo turno do Gauchão 2010. Se o Colorado não somar os três pontos, estará eliminado.

Pela competição continental o próximo compromisso é dia 14 de abril, contra o Emelec, em Guayaquil, no Equador.

O Jogo

Nos últimos seis jogos o Inter mandava no jogo, criava inúmeras chances de gol e não vencia a partida. Nesta quarta-feira, no entanto, o destino reservava melhor sorte.

O time comandado por Fossati continuou mandando no jogo, mas diferentemente do que acontecia nas partidas anteriores, a boa entrou. Só que engana-se quem pensa que foi fácil, foram poucas chances de gol.

O primeiro tempo foi de muita correria, marcação e incentivo da torcida. O Cerro entrou em campo disposto a confirmar a liderança e confiante na sua defesa, até então, a menos vazada da competição, com apenas um gol sofrido. Mesmo muito recuado, poderia ter aberto o placar logo aos 03 min de jogo. Após cruzamento na área do Inter, a bola bateu no braço esquerdo do lateral direito Nei, o árbitro Carlos Torres mandou o lance seguir.

Depois do susto, os donos da casa passaram a comandar o jogo, mas a forte defesa do Cerro não deixava o ataque vermelho finalizar. Se não tinha como entrar por tabelando por baixo, o Inter optou em levantar a bola na área do Cerro. A defesa uruguaia, bem postada, ganhava todas.

SEGUNDO TEMPO – A correria, a marcação e o incentivo da torcida voltaram junto com os dois times para a segunda etapa. Até os 03 min. Bolívar falha feio, mas o atacante Rodrigo Mora demora para finalizar e deixa o zagueiro Colorado se recuperar. Em seguida, o meia D’Alessandro erra um passe curto e as vais aumentam.

Quando a torcida já se mostrava impaciente, surge o guri que sumiu do clube logo após o primeiro jogo da Libertadores, contra o Emelec. Eram 13 min quando Walter (foto) conduz a bola pela esquerda, dribla para o meio e cruza, o zagueiro Ibañes tentar cortar e desvia do goleiro Frascareli, abrindo o placar para o Internacional.

Com o gol, a tranqüilidade, enfim, chegou. O Colorado passou a tocar a bola com mais velocidade e precisão. A torcida na arquibancada cantava com a alegria que a caracterizou nos últimos anos e aplaudia até passes errados e chutes de longe. O segundo gol era questão de tempo.

Aos 26min, D’Alessandro foi à linha de fundo e cruzou forte. Walter, quase fora da grande área, ajeitou com o ombro para o meia Giuliano finalizar de primeira. A bola quicou na frente de Frascareli, que deu rebote. Alecsandro se jogou na bola e ampliou a vantagem.

A partir daí, foi só administrar até o árbitro Carlos Torres apitar o final da partida e decretar o 2 a 0.

Ficha técnica:

Inter (2): Abbondanzieri, Nei, Índio, Bolívar e Kleber; Sandro, Guiñazu, Giuliano (Wilson Mathias)  e D’Alessandro (Andrezinho); Walter (Taison) e Alecsandro. Técnico: Jorge Fossati.

Cerro (0): Frascareli, Asconeguy, Pablo Mello, Ibañez e Leites; Caballero, Pellejero, Suarez (Trujillo) e Dadomo (Lombardi); Alejandro Mello e Rodrigo Mora (Suffo). Técnico: Pablo Repetto.

Gols: Ibañez (contra), aos 13, e Alecsandro, aos 26 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Leites, Dadomo (Cerro); Walter, Guiñazu, Alecsandro (Inter).

Estádio: Beira-Rio. Data: 31/03/2010. Árbitro: Carlos Torres (Paraguai). Auxiliares: Milcíades Saldivar e Rodney Aquino (Paraguai).

FOTO: reprodução / internacional.com.br

Compartilhar

Libertadores 2010: Dia D no Inter é 100% concentração para vencer Cerro

Avançar »

Copa do Brasil 2010: Imbatível a 50 jogos em casa, Grêmio recebe o Votoraty

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*