• Visualizações 591

Pediatra é acusado de 103 violações a menores nos EUA

Se casos forem confirmados, será a pior ocorrência de pedofilia no país.
De acordo com procurador, novos casos ainda podem ser descobertos.

 

 Um pediatra norte-americano foi acusado de 103 violações e agressões sexuais contra menores. Os casos, que teriam ocorrido no espaço de mais de uma década, se confirmados, se constituirão no pior episódio de pedofilia já registrado na história dos Estados Unidos.

A ata de acusação divulgada na última segunda-feira, 22, pelo Departamento de Justiça do Estado de Delawar acusa o médico Earl Bradley de agredir sexualmente 102 meninas e um garoto desde 1998.

No total, ele deverá responder a 471 acusações, fundamentalmente violações e assédio, cometidas contra pacientes de seu consultório pediátrico localizado na cidade de Lewes.

Na acusação consta que o pediatra teria gravado alguns de seus atos. O procurador-geral de Delaware, Beau Biden, filho do vice-presidente americano Joe Biden, afirmou que as investigações continuam e que novos casos poderão ser confirmados.

De acordo com o periódico local “The News Journal”,  o procurador classificou o caso de “único”. “Não conheço outro caso que tenha deixado um rastro tão grande de vítimas”, afirmou Biden.

O episódio afetou a pequena cidade de Lewes. O serviços judiciais d Estado de Delaware investigam também para descobrir porque nada tinha sido feito apesar de as acusações de diversos pais contra o médico datarem de 2005.

Compartilhar

Calcula-se que terremotos de janeiro tenham deixado 300 mil mortos no Haiti

Avançar »

Uso abusivo de medicamentos supera o de heroína, cocaína e ecstasy, diz ONU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*