• Visualizações 856

Protesto a favor de pena de morte para gays reúne milhares em Uganda

Os participantes carregavam cartazes com frases como “Não à sodomia, sim à família” ou “Dizemos não aos homossexuais, o homossexualismo deve ser abolido”.

Milhares de pessoas se manifestaram na cidade de Jinja, em Uganda, em apoio ao projeto de lei contra os homossexuais que tramita no Parlamento de Kampala, o qual prevê até pena de morte para o “homossexualismo agravado”.

O protesto, organizado pelo Movimento Internacional contra o Homossexualismo em Uganda, reuniu entre 25 mil e 30 mil pessoas a cerca de 75 quilômetros de Kampala. Na capital do país, no entanto, a polícia proibiu uma passeata convocada com o mesmo propósito.

O pastor Martin Sempa liderou a manifestação, que foi pacífica e na qual os participantes carregavam cartazes com frases como “Não à sodomia, sim à família” ou “Dizemos não aos homossexuais, o homossexualismo deve ser abolido”.

Sempa, líder do movimento contra os gays em Uganda, disse à multidão presente no protesto que tinha recebido uma mensagem da polícia para que adiasse a manifestação em Kampala. Entretanto, ele afirmou que se reuniria com altos funcionários da área de segurança para realizar a manifestação.

O governo de Kampala teme manifestações grandes na cidade devido aos distúrbios ocorridos em ocasiões anteriores.

Kale Kayihura, inspetor geral da polícia ugandense, afirmou aos jornalistas que “o adiamento da manifestação foi solicitado porque o governo tem alguns assuntos a especificar sobre o projeto de lei”.

Foto: James Akena/Reuters

Compartilhar

Britânica dá à luz no hall de entrada de maternidade, e cena é registrada

Avançar »

C. Ronaldo é o jogador mais bem pago do mundo

Um comentário

  1. Marco Antonio Boccasius Johann
    16 de fevereiro de 2010

    Por que esse pastor não reúne seus fieis
    para movimentos contra a fome, contra a violência, contra a corrupção, contra a exclusão, etc? Isso, sim, deve ser banido da sociedade. Homossexualismo não é crime. Parece que o mundo está retrocedendo. Daqui a pouco vão recomeçar a queimar gente em fogueiras.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*