• Visualizações 1787

Militares brasileiros viajam para dar apoio ao Haiti

O tremor na capital haitiana na última terça-feira matou milhares de pessoas e atingiu pelo menos 3,5 milhões e o Brasil envia bombeiros para auxiliar na busca por sobreviventes e corpos

Embarcou para o Haiti na manhã desta quinta-feira, 14, o primeiro grupo de socorro técnico brasileiro com uma equipe de 60 bombeiros saídos do Rio de Janeiro e de Brasília. Os bombeiros levaram na bagagem 8 toneladas de itens e equipamentos que serão utilizados para a remoção de sobreviventes e corpos dos escombros, na capital Porto Príncipe, atingida pelo terremoto na última terça-feira. Além do material, os militares especializados levaram água e comida para uma permanência de 20 dias.

Leia também:

Divulgada as circunstâncias da morte de Zilda Arns

Brasil envia ajuda humanitária ao Haiti

O responsável pelo Batalhão do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, disse que esta deve ser uma das missões mais difíceis realizadas até o momento, mas que a equipe está preparada para se deparar com situações de extrema dificuldade. Alguns dos bombeiros já atuaram em missões e buscas até na África. Além do Boeing levando os militares da Base Área do Galeão, RJ, dois aviões Hércules foram colocados na pista e carregados com água e macas para os hospitais de campanha que serão montados. Na noite de quarta-feira, o primeiro avião com ajuda partiu levando 12 toneladas de alimentos e remédios.

O forte tremor matou milhares de pessoas e atingiu pelo menos 3,5 milhões. Dois militares gaúchos que serviam às forças de paz da ONU, além de outros 12 brasileiros, entre eles, a médica missionária Zilda Arns, morreram em função do terremoto.

Brasileiros recebem passaportes emergenciais

O governo brasileiro está emitindo passaportes emergenciais para mais de 100 pessoas que estão sendo enviadas ao Haiti para ajudar a população. São bombeiros, militares, força nacional de segurança pública e técnicos da Embratel que irão ajudar a recuperar as telecomunicações da ilha.

Os passaportes, que normalmente levam três dias para serem entregues, agora estão sendo emitidos na hora. Estima-se que no dia do terremoto houvessem 50 civis brasileiros no país a trabalho.

Foto: Porto Príncipe ( Haiti) – Haitianos têm atendimento na base da missão de paz brasileira Foto: Roosewelt Pinheiro/Abr

Compartilhar

Brasil envia ajuda humanitária ao Haiti

Avançar »

Divulgada as circunstâncias da morte de Zilda Arns

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*