Nível do Rio dos Sinos baixa e provoca retomada do racionamento de água em São Leopoldo

Inicialmente, o corte no abastecimento deve durar cinco horas por dia. Se rio chegar a 1,0m, sobe para 10 horas diárias. Em Novo Hamburgo, não há decisão sobre volta do racionamento.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

São Leopoldo deve voltar a aplicar racionamento de água em parte do dia a partir desta quarta-feira, dia 1° de fevereiro. O nível do Rio dos Sinos caiu no fim de semana, e desceu de 3,0 para 1,8 metro entre sexta e segunda-feira na base de captação do Serviço Municipal de Água e Esgoto – Semae.

Em Novo Hamburgo, na Comusa – Serviços de Água e Esgoto, o nível baixou de 3,42m para 1,75m, redução de 1,67m. A operadora ainda não decidiu se voltará a cortar o abastecimento em períodos do dia.

A princípio, o racionamento será de cinco horas, entre 09 e 14 horas, com rodízio entre as cinco zonas do plano anterior, suspenso em 14 de janeiro. A primeira atingida seria a Zona A: bairros Scharlau, Jardim Viaduto, Jardim Fênix, Santos Dumont, Parque Sinuelo, Bom Fim, Bráz, Vila Elza, Berger, Brasília, Glória, Três Marias, Vila União, Parque Itapema, Parque Panorama, Hohendorff, Santa Helena e Santo Augusto.

O Semae estabeleceu outros parâmetros para ampliar o racionamento. Se baixar a 1,2m, o corte será de oito horas; com 1,0m, chegará a 10 horas. Uma chuva significativa poderia evitar a medida. A MetSul Meteorologia aponta, no entanto, dias de muito calor na região Metropolitana. Alexandre Aguiar, da MetSul, prevê que a precipitação chegará ao Estado apenas no sábado, 04.

Informações de Correio do Povo

FOTO: Felipe de Oliveira / novohamburgo.org

Compartilhar

São Leopoldo será a sede de fábrica de elevadores da Hyundai

Avançar »

Racionamento: Nível do Rio dos Sinos chega a limite estabelecido em São Leopoldo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*