Rui Costa vê pressão externa para saída de Luxemburgo

Dirigente afirma que comissão técnica será reavaliada em uma reunião nesta segunda-feira, dia 20. Encontro terá a presença do presidente Fábio Koff.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A forte pressão para a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo não encontra eco dentro do Grêmio. Ao menos essa é a avaliação do diretor executivo do clube, Rui Costa. Para ele, as especulações sobre a queda do treinador partiram de pessoas que não trabalham no Tricolor, que na última quinta-feira foi eliminado da Libertadores nas oitavas de final, com a derrota para o Santa Fé.

“Isso é uma especulação que não teve origem no clube. É algo que surgiu na imprensa, o que é normal depois de uma desclassificação. Nunca se ouviu algum dirigente do Grêmio falando sobre isso, nunca partiu daqui. Em nenhum momento se ouviu que o trabalho do técnico estava em avaliação. É claro que todo o trabalho está em avaliação constante. Temos reuniões semanais, inclusive com a presença do Vanderlei, para avaliar elenco e desempenho. É claro que a eliminação nos impõe uma avaliação mais ampla,” afirmou em entrevista.

Avaliação

Nesta segunda-feira, quando jogadores e comissão técnica se reapresentam depois da folga, uma reunião está marcada para discutir os erros do primeiro semestre. O encontro ocorre de forma rotineira, mas desta vez servirá para fazer uma avaliação mais minuciosa.

“Vamos conversar com a comissão técnica e com o presidente para que possamos ter uma análise da gestão, do futebol e também da comissão técnica. Precisamos ver o que podemos aprimorar para buscar as nossas metas para o resto do ano, que são o Brasileirão e a Copa do Brasil.”

Apelo da torcida

O dirigente fez elogios ao currículo de Luxemburgo e lembrou que o técnico tinha a aprovação da torcida quando a atual gestão assumiu e manteve o treinador.

“O presidente, quando renovou com o Vanderlei, fez algo em cima de uma convicção e também com um apelo da torcida, além de ser uma comissão técnica vencedora e de qualidade. Renovamos com todos que tiveram um bom desempenho no ano anterior, inclusive os jogadores, e ainda fizemos investimentos altíssimos para manter a equipe em muito bom nível,” disse.

Durante todo o sábado, o presidente Fábio Koff colheu informações sobre o que ocorreu na Colômbia para tomar uma decisão. Ouviu do Conselho de Administração que a multa rescisória do técnico não impediria uma eventual demissão. O mandatário do clube, porém, irá esperar o encontro de segunda-feira para anunciar oficialmente o futuro de Luxemburgo.

Informações de Zero Hora

FOTO: reprodução / globoesporte.com

Compartilhar

Inter soube suportar bem a pressão, avalia Dunga

Avançar »

Emerson deixa a comissão técnica do Grêmio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*