D’Ale critica “bagunça” e pede mais rigidez da arbitragem

Argentino foi o destaque na estreia do time de Dunga contra o Novo Hamburgo. Na segunda etapa, foi agredido pelo zagueiro Léo Fortunato.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Destaque do Inter no primeiro jogo de Dunga como técnico colorado, D’Alessandro saiu de certa forma na bronca com a arbitragem de André Cieslak. Ao deixar o gramado do Vieirão, em Gravataí, se disse preparado para o “estilo do Gauchão”. Por outro lado, reclamou da “bagunça” em algumas partidas.

“O Gauchão foi sempre foi assim, mas estou preparado. Tomei um soco nas costas, só isso. É complicado. Quando você não faz gol no primeiro tempo, vira uma bagunça no segundo. Tem quem não quer jogar, goleiro que atrasa o jogo… o juiz precisa impedir isso”, comentou, em contato com a Rádio Gaúcha.

No final do segundo tempo, D’Ale foi agredido pelas costas pelo zagueiro Léo Fortunato em uma reposição de bola. O defensor acabou expulso após o lance. O argentino ainda foi um dos mais caçados em campo, sendo parado somente por faltas.

Na entrevista coletiva, Dunga exaltou a qualidade do argentino. Mas tirou o peso da responsabilidade sobre D’Ale. “Ter um jogador da qualidade do D’Alessandro faz bem para qualquer equipe. O importante é dar confiança para o jogador e não esperar que ele resolva tudo. Ele estava muito marcado hoje. Então, tivemos que criar alternativas”, elogiou o treinador.

Informações de globoesporte.com

FOTO: reprodução / globoesporte.com

Compartilhar

Nóia segura empate contra o Inter fora de casa

Avançar »

Bolatti encaminha acerto com Racing

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*