• Visualizações 503

Dia começa sem ônibus em Porto Alegre

Durante a madrugada, três veículos da Carris (linhas 653, 705 e 795) foram atingidos por pedras enquanto voltavam para a garagem.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter) 

O terceiro dia de greve dos rodoviários promete ser o mais difícil para os usuários do transporte público.

Diferente dos últimos dois dias, quando 30% da frota circulou pelas ruas da Capital, nesta quarta-feira a paralisação é total. Apenas três coletivos saída da garagem da Carris para atender a funcionários dos hospitais de Pronto Socorro e Presidente Vargas.

Desde as primeiras horas da manhã, trabalhadores rodoviários estão na frente das garagens das empresas impedindo a saída dos ônibus. Os rodoviários contam com o apoio de cerca de 50 integrantes do Bloco de Lutas, que são favoraveis à greve.

Durante a madrugada, três veículos da Carris (linhas 653, 705 e 795) foram atingidos por pedras enquanto voltavam para a garagem.

Informações de cp/jcrs.uol

FOTO: reprodução / cp

Compartilhar

Greve | Em Porto Alegre, ônibus saem mais cedo e atingem 30% da frota

Avançar »

Temperaturas deverão ultrapassar os 40 graus em fevereiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*