Polícia prende quadrilha que revendia maconha na Região Metropolitana

Conforme o delegado Heliomar Franco, estima-se que cerca de seis toneladas de maconha eram trazidas de Foz do Iguaçu por ano. Até as 8h30min, cinco pessoas haviam sido presos.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Uma operação de combate ao tráfico de drogas foi deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira. Cerca de 20 policiais do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico cumprem mandados de busca e apreensão e de prisões preventivas em Canoas, na Região Metropolitana, e em Foz do Iguaçu, no oeste paranaense e na serra gaúcha. Até as 8h30min, cinco pessoas haviam sido presos.

Conforme o delegado Heliomar Franco, diretor da Divisão de Investigações do Narcotráfico, as investigações da Operação Mercadores, iniciadas em fevereiro deste ano, apontaram que a quadrilha era responsável por trazer pelo menos seis toneladas de maconha em caminhões para a cidade gaúcha, onde era revendida.

Canoas

Uma destas cargas foi apreendida em maio de 2013, na BR-386. Na época, uma pessoa da quadrilha foi presa. A investigação apontou que a quadrilha guardaria a droga em um depósito no bairro Niterói, em Canoas, e movimentaria  até R$ 5 milhões por ano.

As viagens do Paraná até Canoas eram realizadas duas vezes ao mês e a cocaína era trazida na carroceria de carros. Serão cumpridos nove locais de busca e apreensão e três de prisões preventivas (por tempo indeterminado) em Canoas e Nova Santa Rita, onde o homem que chefia a quadrilha tem um sítio.

SP e MG

Um mandado de prisão será cumprido em Foz do Iguaçu, para tentar deter o homem que revendia as drogas à quadrilha e para outros Estados, como São Paulo e Minas Gerais.

O nome da operação está relacionado com a maneira como a quadrilha vivia no bairro Mathias Velho, local de Território da Paz. Por meio de revendas de veículos, eles se passavam por empresários e lavavam o dinheiro oriundo da droga. Estima-se que o patrimônio acumulado, que será retido pela Justiça, é de alto valor.

Prisões

Por volta das 8h15min os policiais comemoraram a prisão de Jorge Marcial Mendes Alcaraz, 41 anos, em Foz do Iguaçu, no Paraná. Alcaraz seria o chefe da quadrilha e responsável por fornecer a droga trazida do Paraguai e distribuída para São Paulo, Minas Gerais e Chile.

Ainda, foram presos Adair Ferreira Gomes, 50 anos, que seria o chefe da quadrilha em Canoas, Rodinei da Silva, 48 anos, Alberto Fernandes da Rosa, 47 anos, Joni Marcelo Gonçalves Nunes, 42 anos, e Luciano Unpierre.

Informações de ZH

FOTO: reprodução / ZH

Compartilhar

Fim de semana será de instabilidade no estado

Avançar »

AGU pedirá R$1,5 mi de sócios da Boate Kiss por descumprimentos de normas de segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*