• Visualizações 887

Porto alegre: EPTC multará empresas de ônibus que realizaram operação tartaruga

Segundo Vanderlei Cappellari, imagens das câmeras de segurança serão analisadas nos próximos dias para identificar os ônibus que participaram da operação tartaruga.

 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Empresa Pública de Transporte e Circulação – EPTC irá multar as empresas de ônibus cujos veículos reduziram a velocidade em protesto nesta manhã em Porto Alegre. Segundo o diretor-presidente, Vanderlei Cappellari, imagens das câmeras de segurança serão analisadas nos próximos dias para identificar os ônibus que participaram da operação tartaruga e cumpriram a tabela horária.

A EPTC colocou 70 agentes a mais, além dos 250 que trabalham no horário, para auxiliar o trânsito. Entre 7 e 9horas, os rodoviários em Porto Alegre realizaram operação tartaruga. Diversos ônibus trafegaram nas vias com velocidade inferior a30 km/h.

Na Avenida João Pessoa, foi registrada uma longa fila de veículos coletivos desde o terminal da Avenida Bento Gonçalves até o centro da capital gaúcha. No início da manhã, as paradas estavam lotadas. Em determinados pontos da cidade, usuários do transporte coletivo abandonaram os ônibus e andaram a pé pela via.

Por volta das 9h30min, o trânsito começou a se normalizar em Porto Alegre. Há previsão de realização de novo protesto à tarde, entre 17 e 19horas.

Posição do sindicato

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Passageiros de Porto Alegre – Rodoviários/POA diz que a entidade não participou da operação tartaruga que causou transtornos no trânsito da Capital na manhã desta terça-feira e repudia a iniciativa.

“Esse movimento é independente, não tem nada a ver com o sindicato. É um movimento político, com setores de partidos, que está fazendo esse vandalismo e prejudicando o usuário de Porto Alegre,” afirma Emerson Dutra, diretor de Divulgação e Propaganda do sindicato.

Segundo Dutra, o Rodoviários/POA não havia sido comunicado sobre o protesto e, mesmo se comunicado, seus membros não participariam, pois a entidade considera satisfatória a negociação do acordo coletivo, que resultou em aumento de 7,5% no salário e de R$ 1 por dia no vale-refeição.

Alternativa

Com o caos nos ônibus, o estudante Haroldo Fábio Lucas da Silva, 19 anos, decidiu ir ao trabalho com as bicicletas da prefeitura na manhã desta terça-feira. Haroldo alugou uma magrela no terminal da Azenha.

“Era a opção que eu tinha para chegar ao trabalho o quanto antes. Fiz o cadastro no site há dois dias,” relatou.

Informações de Terra

FOTO: divulgação

Compartilhar

Idoso é libertado de cárcere onde se alimentava das próprias fezes

Avançar »

Bombeiros liberam Arena para jogos

2 comentários

  1. 21 de fevereiro de 2013

    eu protesto contra as empresas de ônibus de São paulo que estão muito caro as passagens.

    Responder
  2. 21 de fevereiro de 2013

    então gente vamos baixar os valores das passagens de ônibus.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*