• Visualizações 968

Novo Hamburgo é o sétimo município mais rico do Rio Grande do Sul

A FEE e o IBGE divulgaram nesta quarta-feira, dia 12, ranking dos 10 municípios mais ricos do Estado. Porto Alegre, Canoas e Caxias do Sul são os municípios mais ricos, de novo.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A FEE – Fundação de Economia e Estatística, junto com o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgaram os dados preliminares sobre a estimativa da economia gaúcha na manhã desta quarta-feira, dia 12, em Porto Alegre. Asdez cidades do Rio Grande do Sul com os índices mais altos de PIB – Produto Interno Bruto se mantiveram as mesmas em 2010, se comparado a 2009, inclusive sem alterações na ordem, e a grande impulsionadora do resultado foi à indústria.

O ranking das maiores economias municipais do Estado é liderado por Porto Alegre, seguida de Canoas, Caxias do Sul, Rio Grande, Gravataí, Triunfo, Novo Hamburgo, Santa Cruz do Sul, Pelotas e Passo Fundo.

Segundo a FEE, as cidades com os maiores crescimento receberam investimentos na área industrial, como instalação de empresas e aumento de produção. Um exemplo é a cidade de São Gabriel, que recebeu um frigorífico no período e teve crescimento considerável de quase 50% na comparação com 2009. Já Capão Bonito do Sul figura na lista em função da instalação de uma empresa de biodisel.

Em 2010, o Estado apresentou um desempenho econômico positivo, crescimento 6,7%. Levando em consideração o valor nominal, em que se calcula o preço e volume, o PIB atingiu 17%. Com base neste resultado, 45% dos municípios gaúchos registraram crescimento superior ao do Estado naquele ano e 55% inferior.

PIB Per Capita

Em relação ao PIB per capita, Triunfo está no topo da lista, em função das atividades do Polo Petroquímico. Entre os dez maiores do ranking, além da cidade da região Carbonífera, está Canoas, única cidade com mais de 50 mil habitantes.

A pesquisa da FEE/RS mostra ainda que há uma grande concentração econômica no Estado. Os 40 maiores PIBs municipais são responsáveis por 70% do total do Rio Grande do Sul. Sobre a distribuição, 84 cidades têm a agropecuária como principal atividade, 34 a indústria e 375 serviços.

Entre os municípios com os menores crescimentos, o destaque são aqueles com economia baseada na agricultura, como Camaquã, Alegrete e Cachoeira do Sul, produtores de arroz. Em Santa Cruz do Sul e Venâncio Aires também foi constatada redução no PIB, ligada as reduções na produção de fumo.

Informações de Correio do Povo

FOTO: ilustrativa / sxc.hu

Compartilhar

Ministério Público denuncia integrantes do PCC que tentavam instalar facção no RS

Avançar »

Cinco mil policiais reforçam a segurança no litoral gaúcho no veraneio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*