• Visualizações 1476

Gasto de R$ 5 milhões em campanha de prefeito de Jaquirana pode ser crime eleitoral

Número é desproporcional ao orçamento e dimensão do município de pouco mais de quatro mil habitantes, conforme o promotor Fernando Bittencourt.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Dados da campanha eleitoral deste ano incluídos no sistema do Tribunal Superior Eleitoral – TSE demonstram que a estimativa de gastos da campanha do prefeito reeleito de Jaquirana, Ivanor Renato Rauber (PP), era de R$ 5.131.700.

O número é desproporcional ao orçamento e dimensão do município de pouco mais de quatro mil habitantes, conforme o promotor de Justiça de Bom Jesus, responsável pela comarca de Jaquirana, Fernando Bittencourt. Em nível de comparação, o prefeito José Fortunati de Porto Alegre, com população de 1,4 milhões de habitantes, tinha uma previsão de gastos de R$ 10,5 milhões.

Outros candidatos de partidos menores tinham orçamento inferior ao valor do prefeito do município da Serra. Jocelin Azambuja, do PSL, por exemplo, tinha previsão de gastos de R$ 900 mil. Outra inconformidade que será analisada é o número de eleitores, já que a cidade conta com 4.177 moradores e 4.123 votantes. O promotor acredita que a coligação tenha recebido apoio financeiro para proporcionar os materiais e dinheiro entregues aos moradores em troca de votos.

A polícia irá oferecer delação premiada, diminuição da pena ou absolvição, às pessoas que receberam os benefícios para que contribuam com a investigação. Bittencourt relatou que os envolvidos serão denunciados e responderão a processo, mas podem ficar isento da pena. A polícia irá colher os depoimentos dos envolvidos e encaminhar, em até 30 dias, o inquérito ao Ministério Público. Após, o promotor terá cinco dias para decidir se oferecerá denúncia contra os suspeitos.

Moradores de Jaquirana ficam revoltados com operação

Na manhã desta quarta-feira, dia 31, três pessoas foram presas por envolvimento em corrupção eleitoral no município: Ivan Lauro Rauber, 40 anos, filho do prefeito reeleito, o vereador reeleito pelo terceiro mandato Orestes Ângelo Andelieri, 55 anos, e o coordenador de campanha do prefeito, José Evandro Pereira dos Reis, 39 anos.

Apoiadores da coligação UniJaq se revoltaram e tentaram impedir a operação Democracia Plena da Polícia Civil e o deslocamento de viaturas. Durante as investigações, mais de 15 mil ligações foram interceptadas e comprovaram que os suspeitos ofereciam vantagens para moradores votarem nos candidatos da coligação à prefeitura e vereança.

Os indiciados nos inquéritos ficarão sujeitos a penas que podem chegar a 25 anos: 12 anos por peculato, seis por transporte de eleitores, quatro por crime eleitoral e três por formação de quadrilha. Os presos foram encaminhados ao Presídio Estadual de Vacaria, onde ficarão à disposição da Justiça Eleitoral.

Informações de Correio do Povo

FOTO: ilustrativa / redesul

Compartilhar

Prefeitura de Farroupilha encaminha decreto de emergência após temporal

Avançar »

Paralisação de servidores do Detran adia exames da CNH

7 comentários

  1. eduardo braga
    31 de outubro de 2012

    É isto ai o mensalão esta correndo solto , se o Lula pode qualquer um também pode, é isto que rola na cabeço d povo.

    Responder
  2. cesar
    31 de outubro de 2012

    Moradores de Jaquirana ficam revoltados com operação;
    Vão querer o que se o povo é corrupto também.

    Responder
  3. 31 de outubro de 2012

    e isso ai prende quem cmprou votos e quem vendeu tambem,senao nao adianta ter democracia nem eleiçao

    Responder
  4. hel
    31 de outubro de 2012

    ISSO EO RETRATO POLITICO BRASILEIRO!

    Responder
  5. hel
    31 de outubro de 2012

    ISSO EO ESPELHO DOS NOSSOS POLITICOS

    Responder
  6. 31 de outubro de 2012

    Meta na Cela…
    Os Kara do Mensalão PT em Brasilia, Mensalão do DEM de Brasilia e Mensalão Mineiro do PSDB tão indo tudo prá Cadeia, pela mão de ferrro do STF do Joaquinzão Barbosa.
    Mas cadeia não é só pro PT não…
    Esses meliantes do PP, que confiam na impunidade eterna têm que fazer um bom curso de Canário com especialização e tudo, ficando 25 anos na Cela.
    Cadeia não é pra homem…
    Cadeia é prá vagabundo.

    Responder
  7. Eduardo
    31 de outubro de 2012

    realmente o despreparo do nosso promotor Fernando Bittencourt em não ler as informações corretas e comparando Jaquirana c/ Porto alegre. causam inúmeras discusões:

    Dados da campanha eleitoral deste ano incluídos no sistema do Tribunal Superior Eleitoral – TSE demonstram que a estimativa de gastos da campanha do prefeito reeleito de Jaquirana, Ivanor Renato Rauber (PP), era de R$ 5.131.700.

    Em nível de comparação, o prefeito José Fortunati de Porto Alegre, com população de 1,4 milhões de habitantes, tinha uma previsão de gastos de R$ 10,5 milhões.

    @@@@@@@@@@@caro amigo promotor estes GASTOS que o senhor se refere É o patrimonio declarado do sr Candidato!!!!
    confiram @@@@@@

    http://divulgacand2012.tse.jus.br/divulgacand2012/abrirTelaPesquisaCandidatosPorUF.action?siglaUFSelecionada=RS

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*