Nova massa de ar polar chega ao território gaúcho trazendo chuva e vento

Tempo permanece encoberto com pancadas de chuva e trovoadas. Em áreas isoladas, há ainda a possibilidade de precipitação forte e queda de granizo. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A madrugada desta quinta-feira, dia 05, em Porto Alegre registrou temperatura máxima de 24,9 graus e foi despencando durante o dia, chegando aos 15 graus, segundo o Oitavo Distrito de Meteorologia.

O calor de quase 30 graus dos últimos dias deu lugar ao frio e à chuva. Nesta sexta-feira, dia 06, o tempo permanece encoberto com pancadas de chuva e trovoadas. Em áreas isoladas, há ainda a possibilidade de precipitação forte e queda de granizo. Em declínio, a mínima fica em 12 graus, e a máxima, em 16.

O sábado, dia 07, será gelado, com tempo nublado com chuva no Norte e no Nordeste, nas demais regiões, parcialmente nublado com possibilidade de geada no Oeste, no Centro e na Campanha. O frio chega a dois graus, e a máxima bate nos 18. Os porto-alegrenses seguirão abaixo de chuva e o frio tende a se intensificar: máxima de 12 e mínima de oito graus.

Já no domingo, dia 08, a tendência é de geada e mínima de um grau negativo, com a máxima não passando de 15 graus. Os termômetros devem marcar quatro graus, não passando de 14, com previsão de geada na capital.

O Portal novohamburgo.org conversou com o coordenador do Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet de Campo Bom, Nilson Wolff. Ele informou que nas últimas 24 horas, de quinta-feira, 05, até às 09 horas da manhã de sexta-feira, 06, os volumes de chuva no Vale do Sinos  atingiram 83,5 milímetros.

Nilson ainda informou que a semana registrou a maior precipitação de chuva desde o dia 1° de janeiro deste ano e que superou o que choveu nos meses de maio e junho. A média do mês de julho é de 164 milímetros.

Informações de Jornal do Comércio

FOTO: Nauro Júnior / Agencia RBS

Compartilhar

Ocupação em voos internacionais cresce no aeroporto Salgado Filho

Avançar »

Professores da UFRGS decidem decretar greve imediata

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*