Professores e policiais civis se reúnem em frente ao Palácio Piratini para protestar

Policiais devem paralisar atividades nos dias 21 e 22. Professores reivindicam a equiparação do salário estadual ao piso nacional. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O espaço em frente ao Palácio Piratini, em Porto Alegre, foi tomado por cerca de mil professores e 500 policiais civis nesta sexta-feira, dia 16. As categorias se uniram para protestar na sede do governo do Rio Grande do Sul.

Leia Mais 

Professores municipais se reúnem em protesto na Praça do Imigrante

No começo da tarde desta sexta, os policiais se reuniram para uma assembleia, em frente ao Palácio da Polícia. Foi quando decidiram pela paralisação das atividades nos dias 21 e 22 de março – quarta e quinta-feira. Logo após, seguiram em direção ao Palácio Piratini.

O CPERS/Sindicato se reuniu em frente à Secretaria de Educação, no Centro Administrativo Fernando Ferrari, e foi em direção à sede do governo pela avenida Boerges de Medeiros. Os professores reivindicam a equiparação do salário estadual ao piso nacional.

Informações de Zero Hora

FOTO: reprodução / Paulo Nunes

Compartilhar

Fim do mundo: “Não quero que o povo seja surpreendido”, diz prefeito que orienta população a estocar mantimentos

Avançar »

Aeronave auxilia nas buscas por jovem desaparecido no rio Tramandaí

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*