Policiais civis começam protestos no Estado para ganhar reajuste linear de 25%

A manifestação é feita nas delegacias do Rio Grande do Sul para reivindicar melhores salários de escrivães, inspetores e investigadores.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

As delegacias da Polícia Civil enfrentam um Dia de protesto dos inspetores, investigadores e escrivães que querem ganhar salários maiores. Esses policiais protestam também contra o encerramento as negociações por parte do governo, que não está sendo flexível na proposta.

O Palácio Piratini oferece aumento de apenas R$ 91 no vencimento básico, enquanto os policiais pedem o reajuste linear de 25%. A ameaça por parte dos grevistas é de que a greve seja ampliada, caso as negociações não sejam retomadas.

A paralisação já prejudica o atendimento, as operações policiais e as tomadas de depoimentos nas delegacias. Segundo o presidente do sindicato da categoria, Isaac Ortiz, apenas as ocorrências mais graves serão atendidas. Entre elas, estão os casos com idosos e crianças, estupro e homicídios. Em Erechim, todos os setores da polícia aderiram à greve.

Informações de Zero Hora

FOTO: Diana Rocha / Agência RBS

Compartilhar

Semana inicia com tempo seco e ensolarado, mas termina com frente fria e umidade

Avançar »

Semana é de tempo confuso para gaúchos, alternando as temperaturas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*