Inverno chegando: Cremers aconselha médicos a não aceitarem pacientes “menos graves”

Medida se deve à superlotação de hospitais gaúchos. Hospital Conceição, em POA, chegou a internar 156 pacientes onde o espaço é para 50.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A menos de uma semana do inverno, que começa no próximo dia 21, com temperaturas cada vez mais baixas, os hospitais do Rio Grande do Sul já sofrem com a superlotação.

A situação limite, com pacientes aguardando atendimento nos corredores, levou o Conselho Regional de Medicina – Cremers a determinar, através de resolução publicada no Diário Oficial do Estado, que médicos reguladores das emergências não aceitem mais pacientes considerados “menos graves”, levados pelo Samu para atendimento nas instituições.

Na falta de vagas, o Conselho orienta que esses casos sejam levados às unidades básicas de atendimento e postos de saúde. De acordo com o Cremers, o médico responsável pela emergência deve acionar e repassar o problema da superlotação aos gestores públicos e ao Ministério Público do Estado. Caso isso não seja cumprido, pode haver punição, segundo o presidente do Conselho, Fernando Matos.

Desde a última semana as emergências do SUS em Porto Alegre batem novos recordes na superlotação. Na quarta-feira, dia 15, 156 pacientes estavam internados na emergência do Hospital Conceição (foto), em um espaço com capacidade para 50 leitos. A situação se repete no Hospital de Clínicas, onde há 130 pacientes, para 49 leitos disponíveis.

Informações de BandNews

FOTO: reprodução / Marco Quintana-JC

Compartilhar

Conta de luz da RGE fica 6,74% mais cara para residências neste mês

Avançar »

Governador anuncia concurso para contratação de dois mil policiais militares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*